Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensor eletroquímico baseado em óxido de grafeno reduzido e funcionalizado com nanopartículas de ouro para a detecção de Parationa Metílica

Processo: 17/03523-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Valor Concedido/Desembolsado (R$): 13.733,64 / 13.733,64
Pesquisador responsável:Marystela Ferreira
Beneficiário:Gustavo Henrique Sousa Rodrigues
Instituição Sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais   Sensores eletroquímicos   Eletroquímica   Nanopartículas metálicas   Técnica de automontagem   Metil paration
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:ambiental | Eletroquímica | grafeno funcionalizado | nanopartículas metálicas | sensor | Materiais

Resumo

Neste projeto propomos o desenvolvimento de um sensor eletroquímico baseado na deposição de filmes nanoestruturados pela técnica de automontagem de camada por camada (LbL, do inglês, Layer-by-Layer) para a detecção de um pesticida organofosforado. Para isso, filmes LbL de diferentes arquiteturas compostos por óxido de grafeno reduzido funcionalizado com poli(cloreto de dialildimetilamônio) (PDDA), formando o GPDDA, óxido de grafeno reduzido funcionalizado com ácido poli(4-estireno sulfônico) (PSS), formando o GPSS, e nanopartícula de ouro (AuNP) serão depositados sobre substrato de vidro contendo uma camada de óxido de estanho dopado com índio (ITO, do inglês, Indium Tin Oxide,) para formar a unidade sensorial. As melhores condições de fabricação dos filmes nanoestruturados (arquitetura, número de bicamadas, concentração de analito, temperatura, entre outros) serão investigadas visando à obtenção do melhor sensor. Primeiramente, será feita a caracterização dos nanomateriais sintetizados e dos filmes nanoestruturados por técnicas espectroscópicas de UV-Vis e Infravermelho (FTIR, do inglês, Fourier Transform Infrared Spectroscopy) e microscopia de força atômica (AFM, do inglês, Atomic Force Microscopy). Em seguida, o desempenho dos sensores formados por diferentes filmes será avaliado na detecção de Parationa Metílica em termos de limite de detecção, sensibilidade e interferentes através das técnicas eletroquímicas de voltametria cíclica e de pulso diferencial. O melhor sensor será aplicado para a detecção de parationa metílica em amostras ambientais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES, GUSTAVO H. S.; MIYAZAKI, CELINA M.; RUBIRA, RAFAEL J. G.; CONSTANTINO, CARLOS J. L.; FERREIRA, MARYSTELA. Layer-by-Layer Films of Graphene Nanoplatelets and Gold Nanoparticles for Methyl Parathion Sensing. ACS APPLIED NANO MATERIALS, v. 2, n. 2, p. 1082-1091, . (17/03523-5, 16/19387-0, 14/15093-7, 16/09634-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.