Busca avançada
Ano de início
Entree

Afastamentos e readaptação ao trabalho de servidores públicos estatutários: uma série temporal do adoecimento em uma universidade pública do estado de são paulo

Processo: 16/23096-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 03 de julho de 2017
Vigência (Término): 02 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Adriano Dias
Beneficiário:Adriano Dias
Anfitrião: Carlos Ruiz Frutos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Huelva (UHU), Espanha  
Assunto(s):Saúde ocupacional   Indicadores de saúde   Saúde do trabalhador

Resumo

A pesquisa tem como objetivos construir o perfil dos trabalhadores afastados e dos trabalhadores readaptados de câmpus universitário do interior do Estado de São Paulo e verificar os possíveis fatores preditores para a readaptação ao trabalho, a partir de um estudo caso-controle de base populacional aninhado a uma coorte histórica com dados secundários desses trabalhadores, que se afastaram por motivo de doença entre os anos de 2010 e 2015. A pesquisa apresentará e analisará as características dos cerca de seis mil episódios de afastamentos com perícias que culminaram em readaptações, entre aproximadamente mil trabalhadores que se afastaram no período, segundo a quantidade de dias e variáveis sociodemográficas, como sexo, idade, tempo de serviço na instituição, estado civil, principais doenças que os acometeram, função desempenhada e informações qualitativas providas pelos laudos periciais. Os casos serão trabalhadores afastados do trabalho por motivo de doença e readaptados no período do estudo e os controles serão os que se afastaram, mas não foram readaptados. Enquanto os casos de readaptação ao trabalho aconteciam, houve coortes de exposições variadas que subjazeram os casos, que serão definidas a posteriori e tratadas como séries temporais em função dos estimadores mais relevantes obtidos no primeiro delineamento.A construção e análise do banco de dados serão processados, após extração das informações dos sistemas de informação ocupacional, em programa de análise específico para esse fim, quando serão seguidos os procedimentos adequados às premissas determinadas pelas características e distribuições das informações coletadas, seja para a análise descritiva, comparações entre grupos ou para os processos de modelagem estatística.Os resultados terão grande relevância para a instituição, pois possibilitarão aos gestores a compreensão dos afastamentos e readaptações a partir dos dados sociodemográficos dos trabalhadores e a formatação de um painel do adoecimento nos campi, orientando, assim, a construção de estratégias de enfrentamento e ações que minimizem os agravos à saúde dos trabalhadores e que promovam saúde nos locais de trabalho; e ainda contribuirão como base de dados para pesquisadores e trabalhadores da área de saúde do trabalhador em estudos concomitantes e/ou posteriores.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)