Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia floral e atratividade de insetos em plantas de melancia tratadas com piraclostrobina e seu efeito sobre a bioenergética mitocondrial de abelhas melíferas

Processo: 16/21818-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Daniel Nicodemo
Beneficiário:William Cesar Bellini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Assunto(s):Apicultura   Polinização   Apis mellifica   Pólen   Fungicidas

Resumo

O controle de fungos patogênicos é um fator determinante para a obtenção de boas safras de melancia (Citrullus lanatus). Porém, alguns fungicidas utilizados para esse fim podem alterar a biologia floral de plantas melitófilas, implicando em eventuais modificações do comportamento de visita e até prejuízo à saúde das abelhas visitantes às flores dessas plantas tratadas. O objetivo do presente projeto é verificar se o tratamento de plantas de melancia com o fungicida piraclostrobina pode alterar a biologia floral e diminuir a atratividade de insetos dessa cultura e avaliar se esse fungicida pode reduzir a atividade mitocondrial de abelhas melíferas. Em novembro de 2016, uma cultura de melancia, da cultivar Crimson Sweet, será instalada em Dracena/SP, numa área de 2.400 m², dividida em quatro partes iguais, sendo duas tratadas com o fungicida piraclostrobina (100 g ha-1 de princípio ativo em 400 L ha-1 de calda) e duas não tratadas (controle). Serão avaliadas a produção de flores por planta, o período de antese, a produção e a viabilidade dos grãos de pólen e a receptividade dos estigmas. Será observada a frequência de insetos visitantes por flor e o tempo de visita em flores estaminadas. Será determinado o número de unidades formadoras de colônia em amostras de pólen e a influência do fungicida sobre a bioenergética mitocondrial "in vitro" em abelhas melíferas. Será adotado um delineamento casualizado em blocos, considerando-se bloco cada uma das áreas com 600 m². Para as análises estatísticas, os dados quantitativos obtidos serão submetidos à análise de variância e, para as comparações múltiplas, será utilizado o teste de Tukey, ao nível de significância de 5%. Os dados não paramétricos serão analisados através do teste de Kruskall-Wallis. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NICODEMO, DANIEL; MINGATTO, FABIO ERMINIO; DE JONG, DAVID; VEIGA BIZERRA, PAULO FRANCISCO; TAVARES, MARCO AURELIO; BELLINI, WILLIAM CESAR; VICENTE, EDUARDO FESTOZO; DE CARVALHO, AMANDA. Mitochondrial Respiratory Inhibition Promoted by Pyraclostrobin in Fungi is Also Observed in Honey Bees. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 39, n. 6, p. 1267-1272, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.