Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias de respiração bimodal em espécies do gênero Phrynops (Wagler, 1830) e em Chelus fimbriata (Schneider, 1783)

Processo: 16/17200-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 02 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Wilfried Klein
Beneficiário:Tábata Elise Ferreira Cordeiro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema respiratório   Chelidae   Cloaca de animal   Respiração animal   Phrynops geoffroanus   Troca gasosa

Resumo

Testudines realizam a respiração pulmonar intermitente, um processo conveniente por ser menos custoso energeticamente. A manutenção de um padrão de respiração intermitente se mostra vantajoso para os quelônios aquáticos, que reduzem o tempo de exposição na superfície para respirar e, consequentemente, reduzem o tempo de exposição aos predadores. Esse padrão de frequência respiratória, com intervalos de apneia mais longos, é típico de espécies de hábito de vida aquático e pode persistir mesmo no ambiente terrestre. Algumas espécies de quelônios aquáticos podem ainda realizar trocas gasosas por outros órgãos além dos pulmões. As trocas gasosas podem ocorrer através da pele dos membros e/ou da cloaca, do epitélio buco-faringeal e/ou pela bolsa cloacal. Phrynops geoffroanus apresenta valores de ventilação e consumo de oxigênio muito mais baixos quando comparados aos de outros quelônios já investigados. Dessa forma, esse trabalho tem por objetivo compreender os mecanismos de trocas gasosas no gênero Phrynops e da espécie Chelus fimbriata, testando a hipótese de que os animais pertencentes a essas espécies apresentam estruturas extrapulmonares capazes de absorver o oxigênio e liberar o dióxido de carbono no ambiente aquático. Além disso, o trabalho pretende discutir levantar a hipótese de que, se for documentada a presença de estruturas extrapulmonares de trocas gasosas para os dois gêneros, esse resultado possa significar um sinal filogenético morfofisiológico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CORDEIRO, Tábata Elise Ferreira. Aspectos comportamentais e morfo-fisiológicos das trocas gasosas de Phrynops geoffroanus (Wagler, 1830) (Testudines: Chelidae). 2019. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.