Busca avançada
Ano de início
Entree

Os mortos não pesam todos o mesmo: uma reflexão sobre a atribuição de identidade política às ossadas da vala de Perus

Processo: 16/15525-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 24 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Cynthia Andersen Sarti
Beneficiário:Desiree de Lemos Azevedo
Instituição Sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Antropologia política   Morte   Estado (política)   Memória coletiva
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Desaparecimento | Estado | Identificacao | memória | Morte | Política | antropologia política

Resumo

Em 1990, foi encontrada no cemitério de Perus, em São Paulo, uma vala clandestina que poderia conter restos mortais de desaparecidos políticos. Após 26 anos, a identificação dessas ossadas tanto se mantém como uma das demandas mais particulares e sensíveis de cada família que reivindica publicamente um desaparecido político, quanto se torna uma questão de Estado inserida em um conjunto mais amplo de políticas públicas que visam reparar as violações cometidas na Ditadura (1964-1985) e assumir plenamente as responsabilidades atribuídas pelo direito internacional dos Direitos Humanos. Compreender o processo de identificação dessas ossadas refletindo sobre as maneiras pelas quais ele é capaz de relacionar essas duas dimensões da questão é o que move a realização deste projeto. Tendo isso em vista, a presente pesquisa se voltar para as atividades do Grupo de Trabalho Perus (GTP), a equipe multidisciplinar designada para a realização da tarefa, tendo como objeto o processo de identificação das ossadas de mortos e desaparecidos políticos. Interessa compreender os atos, os procedimentos e as práticas através das quais o GTP atribui uma identidade política a (certas) ossadas, e como esse processo de conjunto, tendo em perspectiva as políticas estatais de Direitos Humanos nas quais está inserido, opera a inscrição de (certas) experiências individuais na memória coletiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DESIRÉE DE LEMOS AZEVEDO. HUMANITARISMO FORENSE ENTRE EXPERTISES TRANSNACIONAIS E TECNOLOGIAS DE GOVERNO: O caso da Vala de Perus. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 36, n. 107, . (16/15525-0, 12/15601-7)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.