Busca avançada
Ano de início
Entree

Extração automática da rede de drenagem da Bacia Amazônica pela aplicação de árvores de decisão em dados SRTM

Processo: 16/18925-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Evlyn Márcia Leão de Moraes Novo
Beneficiário:Lise Christine Banon
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/13462-0 - Extração da rede de drenagem da Bacia Amazônica por um processo de mineração de dados utilizando MDE-SRTM e avaliação do resultado em aplicações nas áreas de geomorfologia, geologia, ecohidrologia e distribuição de espécies., AP.R
Assunto(s):Bacia amazônica   Redes de drenagem   Mineração de dados   Sensoriamento remoto   Hidrografia

Resumo

Em contraposição à metodologia tradicional para a extração automática de redes de drenagem, este plano de trabalho visa utilizar uma nova metodologia para a obtenção da hidrografia da Bacia Amazônica. A nova metodologia baseia-se em um conjunto de atributos e limiares selecionados por um criterioso processo de mineração de dados. Este processo será realizado pela aplicação de um classificador do tipo árvore de decisão (algoritmo J48) em modelos digitais de elevação (MDE) da Shuttle Radar Topography Mission (SRTM). Os experimentos utilizarão os dados de acesso livre do SRTM em resolução espacial de 3 arco-segundos (disponíveis desde o ano 2000), e em resolução mais fina de 1 arco-segundo (acessíveis a partir de 2015). Além das atividades relacionadas ao processo de mineração de dados, o plano de trabalho incluirá o desenvolvimento de ferramentas computacionais específicas que possibilitem alcançar a excelência dos resultados e a sua reprodutibilidade neste processo. A equipe multidisciplinar terá um papel fundamental na evolução das atividades. A experiência e avaliação especializada dos produtos em cada etapa do plano de trabalho definirão as diretivas para o treinamento e capacitação do profissional de TI em relação às áreas de aplicação, visando aperfeiçoar o desenvolvimento dos módulos do sistema e a própria metodologia, que poderá sofrer alguns ajustes de acordo com os desafios encontrados ao aplicá-la para toda Bacia Amazônica. O desenvolvimento computacional incluirá a fase de avaliação da rede de drenagem nas áreas de aplicação (geomorfologia, geologia, ecohidrologia e distribuição de espécies), através da criação de módulos específicos para o cálculo dos índices baseados na rede de drenagem e para a avaliação estatística do produto final.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)