Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeções anatômicas existentes entre a substância negra e o núcleo do trato solitário

Processo: 16/05450-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Ana Carolina Thomaz Takakura
Beneficiário:Alessandra Yuri Takehana de Andrade
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Parkinson   Substância negra   Núcleo solitário   Imuno-histoquímica

Resumo

A doença de Parkinson (DP) é uma desordem neurodegenerativa caracterizada como a perda progressiva dos neurônios dopaminérgicos da substância negra compacta (SNc). Os principais sintomas dessa sinucleinopatia podem ser motores e ocasionar acinesia (ou bradicinesia), instabilidade postural, rigidez, lentidão dos movimentos e tremores, além de sintomas não motores, como distúrbios psiquiátricos, no sono, respiratórios e autônomos. Estudos recentes do nosso laboratório mostraram que a indução do modelo de Parkinson induzida pela injeção bilateral de 6-hidroxidopamina (6-OHDA) no Caudado-putâmen (CPu) leva a intensa redução na frequência respiratória basal e disfunção do barorreflexo, além de uma intensa redução de grupamentos neuronais bulbares envolvidos no controle neural cardiorrespiratório, como o núcleo do trato solitário (NTS). Diante desses recentes estudos realizados no nosso laboratório, torna-se importante estudar a possível existência de projeções anatômicas entre a SNc e o NTS, utilizando a injeção de traçadores anterógrado e retrógrado nessas regiões, visto que até o momento não há relatos na literatura que indiquem a comunicação direta entre esses dois núcleos. Após 7-10 dias da injeção, os animais serão sacrificados e perfundidos e terão seus encéfalos removidos para tratamento de imunoistoquímica para revelação dos traçadores e dos neurônios envolvidos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)