Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação clínica e molecular de cães procedentes de área endêmica para leishmaniose visceral

Processo: 16/03774-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Trícia Maria Ferreira de Sousa Oliveira
Beneficiário:Jessica Anzolin Isaac
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças parasitárias   Doenças endêmicas   Leishmania   Leishmaniose visceral   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Cães   Avaliação clínica

Resumo

As leishmanioses são enfermidades causadas por protozoários flagelados pertencentes à família Trypanosomatidae, gênero Leishmania e transmitidas através da picada de fêmeas de mosquitos da família Plebotomidae. As leishmanioses apresentam um amplo espectro de manifestações clínicas: visceral, cutânea e mucocutânea. Na área urbana, os cães são considerados os principais reservatórios para a leishmaniose visceral (LV). A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a LV como a segunda protozoose mais importante estando associada à mal nutrição, deslocamento da população, condições precárias de habitação, fraco sistema imunológico e falta de recursos. O diagnóstico desta doença deve ser realizado com base na sintomatologia clínica, nas características epidemiológicas da região e nos exames laboratoriais, contribuindo para o destino correto dos animais verdadeiramente positivos. O uso da Nested-PCR como diagnóstico permite a identificação de maneira mais sensível e específica das sequências do parasita. O uso do ITS-1 para o gênero Leishmania, fornece um número adequado de polimorfismos para a distinção a nível de espécie e também alterações intraespecíficas entre espécies da mesma região. O objetivo geral deste estudo é utilizar a técnica de Nested-PCR para o diagnóstico da LV canina através do uso do ITS-1. Os objetivos específicos incluem a avaliação da presença de DNA de Leishmania em amostras de sangue e suabe conjuntival de ao menos 100 cães de área endêmica para LV, o sequenciamento das amostras positivas e a avaliação clínica dos animais, classificando-os em quatro tipos de estágio clínico. Os resultados da Nested-PCR e do sequenciamento serão comparados com os sinais clínicos apresentados pelos animais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)