Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo global da zona de transição do manto a partir da propagação de ondas SS.

Processo: 16/11580-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Naomi Ussami
Beneficiário:Carlos Alberto Moreno Chaves
Supervisor: Jeroen Ritsema
Instituição Sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Michigan, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/17779-3 - Estudo global da estrutura da zona de transição do manto a partir de anomalias do geóide e da propagação de ondas SS, BP.PD
Assunto(s):Sismologia   Tomografia sísmica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:convecção do manto | Ondas SS e precursoras | Sismologia Global | Tomografia Sísmica | Topografia das descontinuidades do manto | Zona de Transição do Manto | Sismologia

Resumo

O entendimento sobre a estrutura da zona de transição pode trazer importantes informações sobre o estilo de convecção predominante no manto da Terra, um problema ainda não resolvido em geodinâmica. Essa região do manto que é caracterizada por mudanças de fase do mineral olivina, o mais abundante no manto, desempenha um papel chave no mecanismo de convecção, se em camadas ou envolvendo todo o manto. Nesta proposta de estágio de pesquisa no exterior, nós focamos na determinação da topografia das descontinuidades de 410 km e 660 km em escala global a partir do estudo da propagação das precursoras da onda SS no manto. Nós iremos fazer uma avaliação crítica dos atuais métodos utilizados para derivar tais topografias e ver como simplificações teóricas no uso da teoria do raio afetam a estimativa da espessura da zona de transição. Utilizando a teoria da frequência finita e explorando os vários modelos globais de tomografia existentes, nós pretendemos gerar mapas mais precisos das ondulações das descontinuidades de 410 e 660 km que serão utilizados como informação a priori na inversão de anomalias do geoide para determinar a distribuição de densidade dentro da zona de transição do manto. A interpretação conjunta da espessura da zona de transição, amplamente utilizada como um "termômetro" do manto, do sinal do contraste de densidade e dos resultados laboratoriais fornecido pela física de minerais trará resultados mais confiáveis sobre o real estado térmico do manto em várias regiões do planeta.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHAVES, CARLOS A. M.; RITSEMA, JEROEN; KOELEMEIJER, PAULA. Comparing ray-theoretical and finite-frequency teleseismic traveltimes: implications for constraining the ratio of S-wave to P-wave velocity variations in the lower mantle. Geophysical Journal International, v. 224, n. 3, p. 1540-1552, . (14/17779-3, 16/11580-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.