Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferenças nas Práticas Contábeis na Era IFRS: Isso é um "Problema"?

Processo: 15/27016-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Ciências Contábeis
Pesquisador responsável:Ariovaldo dos Santos
Beneficiário:Raquel Wille Sarquis
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Contabilidade internacional

Resumo

A presente pesquisa tem o objetivo de avaliar o impacto da existência de escolhas contábeis na era IFRS, que resulta em diferentes práticas contábeis, na comparabilidade das informações contábeis em países em que os ambientes culturais e institucionais são diferentes. Comparabilidade é um dos principais argumentos utilizados para incentivar os países a adotarem as IFRS. Entretanto, existem alguns estudos que questionam se este objetivo tem sido atingido, dado que diferenças nas práticas contábeis ainda podem ser encontradas mesmo na era IFRS. Uma corrente da literatura, baseada na Teoria das Escolhas Contábeis, acredita que essas diferenças estão prejudicando a comparabilidade das informações contábeis, considerando que enquanto existirem escolhas contábeis nas IFRS, os gestores vão escolher uma prática contábil específica de forma oportunista e "versões nacionais de IFRS" surgirão. Porém, existe uma segunda corrente na literatura, baseada na Teoria da Influência Cultural, que argumenta que a contabilidade é claramente afetada pelo ambiente e, portanto, as escolhas contábeis são necessárias para melhor refletir as diferenças nesses ambientes. Exigir que todas as empresas utilizem exatamente a mesma prática contábil resultará em informações contábeis sem conteúdo informacional (sem significado). Neste contexto, a hipótese que essa pesquisa busca defender é que comparabilidade é baseada na essência econômica e, portanto, a eliminação de escolhas contábeis e a exigência da mesma prática contábil para todas as empresas pode não aumentar a comparabilidade das informações contábeis em países com ambientes diferentes. Para atingir este objetivo, serão analisadas cinco escolhas contábeis em três países com ambientes culturais e institucionais diferentes. O desenho metodológico dessa pesquisa será conduzido em três etapas: primeiro, uma análise qualitativa; segundo, a análise archival; e terceiro, um experimento será aplicado aos preparadores das informações contábeis. O uso dessas três abordagens tem a finalidade de garantir a robustez dos resultados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)