Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da cisplatina na osseointegração de implantes de titânio: estudo histológico, histométrico e imunoistoquímico

Processo: 15/20994-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Juliano Milanezi de Almeida
Beneficiário:Henrique Rinaldi Matheus
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Implantodontia   Implantes dentários de titânio   Ósseointegração   Cisplatino   Diagnóstico histológico   Histometria   Imuno-histoquímica   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cisplatina | Implantes de Titânio | osseointegração | Implantodontia

Resumo

O propósito do presente estudo em animais será avaliar via análise comparativa do ponto de vista histológico, histométrico e imunoistoquímico, o reparo ósseo periimplantar frente à influência de infusão sistêmica de Cisplatina. No presente estudo serão utilizados 60 ratos (Wistar) machos, pesando aproximadamente 350g. Inicialmente os animais serão pesados para proporcionar corretamente a dose do anestésico a ser administrado. Os 60 animais serão divididos em dois grandes grupos, CIS e SS. Para a instalação dos implantes de titânio (2.2 mm x 4 mm) os alvéolos cirúrgicos serão preparados com uma fresa (2 mm) montada em motor cirúrgico com torque de 45 N e velocidade de 1200 rpm, sob irrigação constante. Grupo CIS: os 30 animais serão submetidos à instalação do implante em uma única manobra cirúrgica. Receberão a infusão intraperitoneal de Cisplatina em duas doses, sendo a primeira de 5 mg/kg e a segunda 2,5 mg/kg, aos 15 e 17 dias pós-operatórios, respectivamente. Decorrido os períodos de 22, 30 e 60 dias após a instalação dos implantes os animais serão eutanasiados. Grupo SS: os animais pertencentes a este grupo receberão os implantes em uma única manobra cirúrgica. Receberão aplicação intraperitoneal de solução de cloreto de sódio 0,9% aos 15 e 17 dias pós-operatórios. Decorrido os períodos de 22, 30 e 60 dias após a instalação dos implantes os animais serão eutanasiados. As peças coletadas serão submetidas ao processamento e avaliadas via análise histológica, histométrica e imunoistoquímica, sendo que os dados quantitativos serão submetidos à análise estatística (Bioestat 5.0).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)