Busca avançada
Ano de início
Entree

A presença brasileira e argentina na aquisição de terras no Paraguai: impactos e resistências

Processo: 15/07057-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 01 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia
Pesquisador responsável:Bernardo Mançano Fernandes
Beneficiário:Lorena Izá Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/19533-7 - Elaboração teórico-conceitual para o estudo da estrangeirização da terra no Paraguai, BE.EP.MS
Assunto(s):Geografia agrária   Agricultura   Recursos hídricos   Paraguai   Argentina   Brasil

Resumo

Em 2007/2008, por causa da crise agroalimentar gerada pela expansão da produção de agroenergia, começou um novo período de intensificação da estrangeirização de terras, também denominada de corrida mundial por terras. Este processo está ocorrendo em escala global, com destaque para alguns países africanos (subsaarianos) e da América Latina, principais alvos da atual disputa mundial por terras, onde a terra agrícola com alta disponibilidade de recursos hídricos apresenta preços baixos e legislação ineficaz, sobretudo no quesito ambiental e trabalhista. O Paraguai é um dos países impactados por esse processo que tem o Brasil e a Argentina como principais países investidores na compra de terras. A presença proprietários brasileiros e argentinos no Paraguai antecede a crise de 2007/2008 e tem gerado conflitos entre agricultores desses três países. Este é o objeto deste projeto, que tem como objetivo estudar esta conflitualidade gerada antes e depois da crise. A questão central é compreender como a crise intensificou ou não a expansão de agricultores brasileiros e argentinos no Paraguai. Para tanto, serão analisadas as situações da agricultura camponesa paraguaia e dos agricultores capitalistas paraguaios, brasileiros e argentinos. O objetivo principal deste projeto é a análise territorial do desenvolvimento da agricultura paraguaia, por meio do estudo das políticas agrárias e fundiárias, para compreender a atualidade da questão agrária no contexto da estrangeirização da terra, contribuindo para explicar esse processo em três países do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Para atingir este objetivo, o Brasil e a Argentina também serão estudados, porque igualmente são impactados por esse processo, de modo que serão analisados para conhecermos como os capitais brasileiros e argentinos impactam o Paraguai e como capitais de outros países impactam o Brasil e a Argentina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)