Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil de genes envolvidos na sinalização da leptina e insulina no hipotálamo de camundongos obesos tratados com chá verde

Processo: 15/16114-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Rosemari Otton
Beneficiário:Maíra Silva Santos
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia molecular   Obesidade   Dieta hiperlipídica   Sistema nervoso   Expressão gênica   Chá verde   Leptina   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Fenômenos fisiológicos celulares   Modelos animais de doenças
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:flavonóides | Fome | obesidade | Polifenóis | Saciedade | sistema nervoso | Fisiologia Celular e Molecular

Resumo

A obesidade é considerada hoje um grave problema de saúde pública, sendo classificada como uma epidemia global de etiologia não totalmente esclarecida. Ela pode ser definida pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo em decorrência do desequilíbrio do balanço energético corporal onde a ingestão de calorias acaba sendo maior que o gasto energético diário. A obesidade é uma das causas principais para o desenvolvimento de doenças debilitantes, tais como diabetes tipo 2, doença cardiovascular, hipertensão e esteatose hepática não alcoólica. O controle homeostático do balanço energético corporal é exercido por populações específicas de neurônios situados, em sua maior parte, no hipotálamo. Os principais hormônios que atuam no controle do equilíbrio energético são a leptina e insulina, através de uma cascata de sinalização em neurônios envolvidos na regulação da fome e saciedade. O chá verde (Camellia sinensis) possui inúmeras ações farmacológicas já descritas, mas pouco se sabe sobre sua possível ação no hipotálamo. Este estudo tem por finalidade avaliar o perfil de genes envolvidos na sinalização da leptina e insulina no hipotálamo de camundongos obesos tratados com chá verde. Neste estudo utilizaremos camundongos C57Bl/6 machos, que receberão alimentação e água ad libitum por um período total de 16 semanas (4 meses). A partir de 4 semanas de dieta hiperlipídica, os animais serão tratados com extrato aquoso de chá verde (500mg/ Kg de peso corporal) por gavagem até o final do período de experimentação. Os animais serão suplementados diariamente (2ª a 6ª feira). Após este período, os animais serão eutanasiados por decapitação e o hipotálamo dos animais será retirado. Realizaremos a avaliação no hipotálamo por qPCR da expressão gênica de ObRb, POMC, NPY, AgRp, SOCS3, IR, IRS2, TLR4, JAK2, PTP1B e STAT3.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)