Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da Obesidade e Microbiota Intestinal Associada à Obesidade na Doença do Enxerto-versus-hospedeiro (GvHD)

Processo: 15/14370-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 02 de novembro de 2015
Vigência (Término): 01 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Marina Burgos da Silva
Supervisor: Marcel Rudolf Maria Van Den Brink
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/23347-3 - Análise do Papel da Adiponectina e da Obesidade na Rejeição de Transplantes Alogênicos., BP.DR
Assunto(s):Metabolismo   Obesidade   Imunologia de transplantes   Microbiota
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Doença do enxerto-verus-hospedeiro | Gvhd | metabolismo | Microbiota | obesidade | Rejeição de transplantes | Imunologia de Transplantes

Resumo

Apesar ser intensamente investigada, a Doença do Enxerto-versus-hospedeiro (em inglês, Graft-versus-host Disease, GVHD) continua a ser uma das principais complicações ao transplante de medula óssea alogênica. Esta doença é causada principalmente por respostas de células T alogênicas entre células do doador e do sistema imune receptor. No entanto, estudos recentes têm indicam que a imunidade inata pode ter um papel importante na iniciação e desenvolvimento da doença. Neste contexto, um estudo recente por van den Brink et. al. destacou a microbiota intestinal como um participante chave na progressão do GvHD. Adiante dados prévios obtidos em nosso laboratório sugerem que a obesidade tem um papel prejudicial no GvHD. Além disso, provas adicionais indicam que a obesidade também está diretamente ligada à disbiose intestinal. Assim, postulamos que a disbiose da microbiota associada à obesidade é um fator importante no agravamento de GvHD. Portanto, nosso objetivo através desta colaboração é distinguir o papel da disbiose intestinal e obesidade na progressão do GvHD. Isto será feito correlacionando enterotipos específicos à obesidade à progressão da doença utilizando ensaios de metagenômica e imunofenotipagem. Este estudo deve esclarecer o papel da obesidade e sua respectiva microbiota intestinal no GvHD e potencialmente indicar enterotipos específicos associados à complicação da doença. Em consequência, isso poderia apontar novos biomarcadores de progressão da doença e possivelmente indicar medidas terapêuticas para reduzir o GvHD.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
STAFFAS, ANNA; DA SILVA, MARINA BURGOS; VAN DEN BRINK, MARCEL R. M.. The intestinal microbiota in allogeneic hematopoietic cell transplant and graft-versus-host disease. Blood, v. 129, n. 8, p. 927-933, . (15/14370-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.