Busca avançada
Ano de início
Entree

Democracia deliberativa e universalismo interativo em Seyla Benhabib: apropriação e crítica de Hannah Arendt

Processo: 15/11259-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 21 de setembro de 2015
Vigência (Término): 10 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Yara Adario Frateschi
Beneficiário:Yara Adario Frateschi
Anfitrião: Seyla Benhabib
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Yale University, Estados Unidos  
Assunto(s):Filosofia política

Resumo

O objetivo deste projeto de pesquisa é analisar o modo pelo qual Seyla Benhabib recupera e se apropria de elementos centrais da filosofia política de Hannah Arendt tanto para a formulação da teoria do universalismo interativo quanto para a elaboração de uma teoria da democracia deliberativa. Trata-se, ao mesmo tempo, de investigar os limites do pensamento arendtiano para o projeto do universalismo interativo e da democracia deliberativa, de modo que a pesquisa se orienta para compreender a proposta declarada de Benhabib de pensar "com e contra Arendt".

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)