Busca avançada
Ano de início
Entree

As Guerras Púnica de Sílio Itálico e a épica vergiliana: tradução e estudo do canto I das Púnicas Silius Italicus Punic Wars and the virgilian epic: translation and study of the first book of the Punica

Processo: 15/06514-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Pesquisador responsável:Marcelo Vieira Fernandes
Beneficiário:Grace Joplin Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura latina   Tradução   Análise de conteúdo   Estudos literários

Resumo

O projeto tem por objetivo a tradução integral e direta, do latim ao português, do canto I (694 versos) do poema épico Punica (em português: As Guerras Púnicas, ou simplesmente Púnicas) de Sílio Itálico (c. 26-102 d.C.), a partir do texto latino da edição de L. Bauer (Leipzig: Teubner, 1890), usada por J. D. Duff em sua tradução para série Loeb Classical Library (Harvard University Press, 1961). Além da tradução, será feito um estudo introdutório de certos elementos em comum com a tradição da épica vergiliana, a Eneida, já que o canto I das Púnicas apresenta diversos aspectos em consonância com o poema de Vergílio, principalmente na apropriação dos valores éticos e na construção da noção de heroísmo. Mais precisamente, assim como, na Eneida, a ira e o furor eram rechaçados na construção ética de um herói romano, devido ao fato de os grandes inimigos dos dárdanos, Turno e Mezêncio, possuírem tais características e dialogarem com o ideal de heroísmo na obra, assim também, nas Púnicas, as mesmas paixões são negadas na construção do caráter heroico exemplar, em razão de Aníbal, típico inimigo do povo romano, já apresentar desde o início do poema essas mesmas características adversas em contraposição aos romanos. Dessa forma, tendo-se por base, por exemplo, as observações de Gossage (1994) e Boyle (1991) que veem o opus literário das Púnicas mais como criação única do poeta do que como simples aemulatio de Vergílio o estudo introdutório, que acompanhará a tradução desse primeiro canto, versará sobre a maneira particular como o poeta do período flaviano herdou e modificou a tradição épica vergiliana em que se insere.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)