Busca avançada
Ano de início
Entree

Autoeficácia e autorregulação do ensino na iniciação à docência em Educação Física

Processo: 15/06312-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 01 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Roberto Tadeu Iaochite
Beneficiário:Roraima Alves da Costa Filho
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/05946-8 - Autoeficácia docente de futuros professores de educação física na iniciação à docência, BE.EP.DR
Assunto(s):Formação de professores   Educação física

Resumo

Professores iniciantes de Educação Física encontram muitas dificuldades em lidar com as demandas do início da carreira, o que pode resultar na desistência da profissão. Para lidar com essas demandas, é importante que os futuros professores desenvolvam crenças acerca de suas capacidades autorregulatórias, que permitem um controle mais efetivo sobre suas práticas de ensino. Nessa perspectiva, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) se apresenta como uma possibilidade real para isso. No entanto, não estão claras quais as contribuições do PIBID para o desenvolvimento das crenças de capacidade para ensinar e, em especial, para a autorregulação das práticas de ensino dos estudantes que participam desse programa. Estudos indicam que professores envolvem-se em atividades que acreditam ser capazes de realizar. Por isso, o referencial do construto da autoeficácia docente constitui-se em uma perspectiva que permite investigar como estudantes de licenciatura que participam do PIBID desenvolvem suas crenças em suas capacidades de autorregular suas práticas de ensino. Esta pesquisa tem por objetivo investigar como o PIBID contribui para o desenvolvimento das crenças de autoeficácia dos futuros professores em relação à autorregulação para ensinar. Participarão desta pesquisa estudantes de licenciatura que são bolsistas do PIBID no campo da Educação Física. Como técnica de obtenção de dados, será utilizada a fonte documental, por meio da análise dos projetos e portfólios reflexivos produzidos pelos bolsistas e entrevistas semiestruturadas. Como resultado, espera-se encontrar subsídios e informações que permitam refletir sobre a formação docente - inicial e continuada - de modo a auxiliar positivamente na constituição da crença do futuro professor para autorregular seu ensino. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Desenvolvimento da autoeficácia docente na iniciação à docência em Educação Física. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Rio Claro Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.