Busca avançada
Ano de início
Entree

Imagem dinâmica do encéfalo durante a leishmaniose visceral experimental: investigação da resposta microglial e tropismo encefálico de Leishmania donovani

Processo: 15/10591-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Gisele Fabrino Machado
Beneficiário:Fernanda Grecco Grano
Supervisor: Paul Martin Kaye
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of York, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:13/25498-1 - Investigação da ativação de receptores tipo Toll no encéfalo de cães com leishmaniose visceral, BP.DR
Assunto(s):Neuroglia   Sistema nervoso central   Neuroimagem funcional   Transcriptoma   Leishmaniose visceral
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:central nervous system | functional neuroimaging | neuroglia | Parasites | transcriptome | Neuropatologia

Resumo

A leishmaniose visceral (LV) é uma antropozoonose causada pelo complexo de Leishmania donovani, representado pela L. donovani e L. infantum. Animais infectados apresentam sinais clínicos sistêmicos, incluindo alterações neurológicas e, embora existam alguns relatos de alterações inflamatórias no encéfalo em cães infectados naturalmente, prevalecem divergências na literatura sobre a origem desta inflamação e sobre a possibilidade do parasita migrar para o sistema nervoso central (SNC). As alterações neurológicas observadas na LV podem ser atribuídas às células da glia, principalmente à microglia, que possui um papel em todas as alterações encefálicas e é encontrada em um estágio ativo na LV canina. Diversos pesquisadores têm trabalhado com modelos laboratoriais para estudar a patogenia da doença; entretanto, o foco deles foi principalmente órgãos com carga parasitária elevada (fígado, baço, medula óssea). A análise de mecanismos no encéfalo de animais vivos fornecerá uma abordagem original e inovadora que contribuirá para esclarecer a extensão da patogenia da doença. Por meio de técnicas de fluorescência e imunoimagem funcional inovadoras, o objetivo deste trabalho é avaliar o tropismo do parasita Leishmania pelo encéfalo, assim como a evolução de alterações inflamatórias e o impacto da inflamação associada à LV sistêmica no comportamento dinâmico da microglia. Além disso, será feita análise da ativação microglial, determinando-se o perfil de expressão gênica global (microarray ou RNASeq) e validação de genes expressados diferencialmente, por qPCR e imunoistoquímica. Juntos, esses resultados vão constituir o primeiro estudo compreensivo da resposta microglial, associado com a LV experimental murina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)