Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformar para compreender o trabalho: a autoconfrontação e suas aplicações em teses e dissertações de Psicologia brasileiras

Processo: 14/21176-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Trabalho e Organizacional
Pesquisador responsável:Deivis Perez Bispo dos Santos
Beneficiário:Larissa Angelo Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Psicologia organizacional   Comunicação acadêmica   Pós-graduação   Metodologia da pesquisa   Dissertação   Teses   Análise de conteúdo

Resumo

Este projeto propõe a investigação das aplicações do dispositivo metodológico nomeado autoconfrontação. Tal dispositivo é utilizado tanto por analistas do trabalho quanto por pesquisadores em processos de intervenção em atividades laborais e como instrumento de recolha de dados para investigações científicas. A autoconfrontação ao qual referimos é, particularmente, aquela que foi criada pelo linguista Daniel Faïta e aperfeiçoada no quadro teórico da Clínica da Atividade, sob a liderança de Yves Clot. A pesquisa proposta terá por objetivo geral examinar as aplicações deste dispositivo interventivo e metodológico em pesquisas que resultaram na produção de dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas em programas brasileiros de pós-graduação stricto sensu da área da Psicologia. Especificamente, serão analisados os trabalhos concluídos entre 1987 e 2014, considerando os dados organizados e tornados disponíveis no Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Pretende-se identificar e estudar as semelhanças e dessemelhanças na aplicação da autoconfrontação nas pesquisas produzidas no Brasil comparativamente à sua prescrição pelos pesquisadores da Clínica da Atividade e, também, averiguar e discutir o modo como este dispositivo é utilizado em diferentes subáreas do saber acadêmico psicológico, em diferentes universidades e programas de pós-graduação. Ao final do trabalho serão apresentados, além de dados sistematizados sobre as aplicações da autoconfrontação em investigações acadêmicas concluídas no país, também, indicações, discussões e análises que, espera-se, sejam capazes de contribuir para o aperfeiçoamento e a contextualização para o Brasil deste dispositivo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)