Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção heteróloga de complexos transmembranares do operon pel de Pseudomonas aeruginosa para estudos funcionais e estruturais

Processo: 14/21864-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 30 de novembro de 2014
Vigência (Término): 29 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Marcos Vicente de Albuquerque Salles Navarro
Beneficiário:Naiara Utimura Torres
Supervisor: Rémi Fronzes
Instituição Sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Institut Pasteur, França  
Vinculado à bolsa:12/25217-0 - Estudos estruturais e funcionais de PelF, uma glicosil-transferase responsável pela produção da matriz extracelular de biofilmes de Pseudomonas aeruginosa e Xanthomonas axonopodis, BP.MS
Assunto(s):Pseudomonas   Biofilmes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biofilme | c-di-gmp | Exopolissacarideo | Pseudomonas | Cristalografia e microscopia eletrônica

Resumo

Pseudomonas aeruginosa é um patógeno humano oportunístico capaz de se adaptar e sobreviver em diversos ambientes. Essa habilidade de adaptação é frequentemente associada com a formação de uma macrocolônia séssil embebida em uma matriz, chamada biofime. Em Pseudomonas aeruginosa PA14, o principal componente extracelular da matriz de biofilme é o polissacarídeo PEL, um polímero produzido por sete proteínas do operon pel (PelA-G). As proteínas codificadas por esse operon são preditas de formar uma maquinaria transmembranica responsável pela síntese e translocação de PEL. Esse processo é controlado por c-di-GMP, que interage com o domínio degenerado GGDEF de PelD causando uma grande reorganização inter-domínio. A mudança conformacional da porção citoplasmática de PelD é transmitida para seu domínio de membrana que provavelmente gera mudanças estruturais em outros membros do complexo Pel. Simultaneamente, a glicosil-transferase citoplasmática codificada pelo operon (PelF) deve se associar com o complexo Pel ativado por c-di-GMP a fim de iniciar a secreção do polissacarídeo. A hipótese mencionada é baseada em evidências experimentais envolvendo apenas as proteínas ou construções solúveis individuais (PelA, PelC, PelD and PelF). O mecanismo de secreção de Pel e a organização estrutural do complexo Pel permanece desconhecida. Dessa forma, esse trabalho busca produzir heterologamente os complexos Pel de membrana para estudos estruturais e funcionais, dando foco no complexo inteiro e nos preditos sub-complexos localizados ma membrana interna (PelDEG) e na membrana externa (PelBC). O estudo apresentado nesse trabalho ajudará a elucidar os mecanismos moleculares que conduzem a formação de biofilme nesse importante patógeno humano. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)