Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanocompósito prata/²-glicerofosfato de cálcio: síntese, efeito sobre biofilmes de Candida albicans e Streptococcus mutans e sobre células odontoblásticas

Processo: 14/08648-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Debora Barros Barbosa
Beneficiário:Gabriela Lopes Fernandes
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Nanocompósitos   Prata   Glicerofosfatos   Biofilmes   Candida albicans   Streptococcus mutans

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo propor a síntese e caracterização de um novo nanocompósito por diferentes rotas (química e green) à base de nanopartículas de prata e nanopartículas de ²-glicerofosfato de cálcio (Ag/²-glicerofosfato de cálcio), avaliar o efeito antimicrobiano deste nanocompósito frente a Candida albicans (324LA 94) e Streptococcus mutans (ATCC 35668), e analisar sua ação sobre células fibroblásticas. A síntese química deste nanocompósito será realizada por meio de 2 diferentes agentes redutores do nitrato de prata, o borihidreto de sódio e o citrato de sódio, sendo estes compostos associados ao ²-glicerofosfato de cálcio previamente nanoparticulado por processo de moagem. Já para a síntese green, será utilizado extrato da casca da Punica granatum (romã) obtido por extração metanólica e etanólica. Estes extratos serão analisados físico, química e farmacologicamente e caracterizados por HPLC tendo como padrão primário o ácido elágico. Estes extratos serão, então, adicionados individualmente ao nitrato de prata, citrato de sódio e ao ²-glicerofosfato de cálcio. Os nanocompostos obtidos por meio das rotas química e green terão concentrações de 1 e 10% de prata. As sínteses serão acompanhadas por espectroscopia UV-Visível, difração de raio-X, microscopia eletrônica de varredura. Será determinada a mínima concentração inibitória de cada nanocomposto capaz de inibir o crescimento de C. albicans e S. mutans nos estados planctônico (MIC) e séssil (MBC). Os compostos que produzirem efeito contra estes microrganismos serão selecionados para testes de citotoxicidade em culturas primárias de células de fibroblastos (L929), onde será avaliada sua proliferação por meio da técnica MTT. Todos os ensaios, microbiológicos e de toxicidade celular, serão realizados em triplicata em três ocasiões diferentes. Os dados serão submetidos ao teste de normalidade e, a seguir, será aplicada análise estatística adequada para cada resultado, com nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, GABRIELA LOPES; BOTAZZO DELBEM, ALBERTO CARLOS; DO AMARAL, JACKELINE GALLO; GORUP, LUIZ FERNANDO; FERNANDES, RENAN APARECIDO; DE SOUZA NETO, FRANCISCO NUNES; SANTOS SOUZA, JOSE ANTONIO; MONTEIRO, DOUGLAS ROBERTO; AGOSTINHO HUNT, ALESSANDRA MARCAL; CAMARGO, EMERSON RODRIGUES; et al. Nanosynthesis of Silver-Calcium Glycerophosphate: Promising Association against Oral Pathogens. ANTIBIOTICS-BASEL, v. 7, n. 3, . (14/08648-2, 13/24200-9)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERNANDES, Gabriela Lopes. Nanopartículas de prata e glicerofosfato de cálcio: sínteses por rotas convencionais e fitoquímica, análise antimicrobiana e avaliação da citotoxicidade.. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Odontologia. Araçatuba Araçatuba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.