Busca avançada
Ano de início
Entree

Citotoxicidade do extrato de folhas da Qualea grandiflora Mart. (Vochysiaceae) em cultura de pré-osteoblastos: avaliação da viabilidade celular e expressão/atividade de MMPs

Processo: 14/05425-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rodrigo Cardoso de Oliveira
Beneficiário:Cintia Kazuko Tokuhara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica   Qualea grandiflora   Medicamentos fitoterápicos   Osteoblastos

Resumo

O tratamento por meio de plantas, denominado fitoterapia (do grego phyton= plantas e therapeia= tratamento), não é recente. No entanto, o aprofundamento em determinadas espécies e comprovação dos seus efeitos tem conseguido destaque apenas recentemente. Nos últimos anos várias espécies de ervas vêm sendo reconhecidas pelas propriedades medicinais como a Qualea Grandiflora Mart. da família Vochysiaceae, espécie típica do cerrado brasileiro e segundo estudos, possui propriedades antioxidantes, analgésica, importante protetor gástrica entre outros benefícios. Dessa maneira a Qualea Grandiflora Mart. tem apresentado bom potencial contra diversas alterações patológicas, sendo necessário o entendimento de sua ação, além da confirmação de concentrações seguras. Pelo descrito, o presente estudo tem por objetivo avaliar a citotoxicidade in vitro, do extrato de folhas da Qualea Grandiflora Mart. em células da linhagem MC3T3 (pré-osteoblastos de camundongos) e algumas proteínas que podem ser alvos diretos ou indiretos do extrato. Para os testes de viabilidade celular e atividade das metaloproteinases de matriz (MMP-2 e MMP-9) e seu antagonista TIMP-2, diferentes concentrações do extrato hidroalcóolico da Qualea Grandiflora Mart. serão administrados por um período de 24, 48, 72 e 96 horas. Após cada período, a viabilidade celular será avaliada pelo método de redução de MTT e cristal violeta, as análises de expressão das MMP-2, MMP-9 e TIMP-2 serão feitas por meio de RT-PCR, Western Blotting e Zimografia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TOKUHARA, Cintia Kazuko. Citotoxicidade do extrato de folhas da Qualea grandiflora Mart. (Vochysiaceae) em cultura de pré-osteoblastos. Avaliação da viabilidade celular e expressão/atividade de MMPs. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/SDB) Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.