Busca avançada
Ano de início
Entree

Ritos genéticos editoriais em fandoms: a mediação das beta-readers

Processo: 14/13226-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Luciana Salazar Salgado
Beneficiário:Amanda Guimarães
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Preservação   Mediação   Análise do discurso   Análise de conteúdo   Análise linguística

Resumo

Com base no quadro teórico da Análise do Discurso de tradição francesa, especialmente em desdobramentos recentes propostos por Dominique Maingueneau (2006, 2008, 2010), analisamos a questão da criação e da autoria no "mundo dos fãs", mobilizando os conceitos de discursos constituintes, ritos genéticos e paratopia criadora para estudar materiais obtidos a partir do site Archive of Our Own, pertencente à Organization for Transformative Works, uma organização feita de fãs para fãs a fim de preservar a história dos fandoms comunidades de fãs com interesses similares que interagem e participam de atividades de fãs por meio de discussões ou trabalhos criativos, como as fanfics (ficções escritas por fãs) - e apoiar qualquer tipo de trabalho feito pelos mesmos. A partir disso, tentamos contribuir para a sistematização de categorias nos estudos linguísticos-discursivos das fanfics, ao identificar os aspectos do fandom que influenciam a escrita das fanfics e verificar quanto da autoria se pode atribuir tecnicamente à fanfic writer (a autora das fanfics), à beta-reader (a sua editora/revisora) e ao texto-fonte, considerando as três instâncias apontadas por Dominique Maingueneau como constitutivas da paratopia criadora (pessoa, inscritor e escritor). Com isso, pretendemos verificar como se dá o atravessamento do interdiscurso no material que foi criado, que é um trabalho sobre um texto-fonte que tem alguns de seus elementos reescritos e remodelados nessa cultura de fãs. Para tanto, focalizamos sua preparação para ser publicado, seu processo de edição. Finalmente, consideramos a relação dessas práticas com os processos de preservação e seleção que, na história ocidental, definiram funções de mediação editorial (Chartier, 2007). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)