Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização expressional do gene lacase 2 em Aedes aegypti

Processo: 13/26017-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Acordo de Cooperação: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Lincoln Suesdek Rocha
Beneficiário:Caroline Louise Garcia Mendes
Instituição Sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lacase   Aedes aegypti   Expressão gênica   Inativação gênica   Mosquitos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Culicidae | desenvolvimento | Esclerotinização | Culicidologia

Resumo

Aedes aegypti é um mosquito vetor de diversos patógenos, sendo o principal vetor do vírus Dengue no Brasil. Este inseto sinantrópico e altamente adaptado ao meio urbano já exibiu resistência a alguns inseticidas e constitui, portanto, um dos problemas centrais da saúde pública na atualidade. Diante disso, tem crescido a investigação acerca do funcionamento de genes de funções fundamentais desta espécie, presumivelmente úteis para elaboração ou aperfeiçoamento de métodos de controle do mosquito-vetor. Como exemplo, pode-se citar o gene codificante da enzima lacase 2, que em insetos tem função majoritária na esclerotinização dos ovos e da cutícula corporal. Quando a expressão do gene lacase 2 é silenciada em adultos de Aedes albopictus (um congênere de Ae. aegypti) suas fêmeas produzem ovos hialinos e inviáveis. Em teoria, este seria um bom gene-candidato à manipulação em iniciativas de controle biológico baseada em organismos geneticamente modificados. Embora a viabilidade prática disso ainda não tenha sido testada, dados da literatura têm reforçado a necessidade de pesquisas sobre este gene. Um gene homólogo à lacase 2 já foi sequenciado no genoma de Ae. aegypti, mas apesar do cenário promissor, ele ainda não foi submetido a estudos funcionais na espécie. Visando reduzir esta lacuna no conhecimento, propomos aqui descrever quantitativamente em Ae. aegypti o perfil de expressão do gene dalacase 2, bem como os efeitos que seu silenciamento em fêmeas pode ter sobre a viabilidade/sobrevivência dos ovos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LORENZ, CAMILA; ALMEIDA, FABIO; ALMEIDA-LOPES, FERNANDA; LOUISE, CAROLINE; PEREIRA, STELLA N.; PETERSEN, VIVIAN; VIDAL, PALOMA O.; VIRGINIO, FLAVIA; SUESDEK, LINCOLN. Geometric morphometrics in mosquitoes: What has been measured?. INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 54, p. 205-215, . (13/26014-8, 13/26017-7, 10/15039-1, 06/02622-5, 14/27172-9, 12/17717-2, 13/05521-9)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MENDES, Caroline Louise Garcia. Caracterização expressional do gene lacase 2 em Aedes aegypti. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.