Busca avançada
Ano de início
Entree

Língua política e questões de gênero

Processo: 14/04707-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 21 de agosto de 2014
Vigência (Término): 20 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Mónica Graciela Zoppi Fontana
Beneficiário:Mónica Graciela Zoppi Fontana
Anfitrião: Romain Descendre
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: École Normale Supérieure, Lyon (ENS), França  
Assunto(s):Análise do discurso   Designação   Enunciação   Relações de gênero   Trabalho doméstico

Resumo

A presente proposta para realização de pesquisa pós-doutoral no exterior faz parte constitutiva do projeto "Pec das Empregadas Domésticas". Contradições de classe, gênero e cor nos discursos sobre "as relações cordiais no lar brasileiro (Bolsa PQ-CNPq, processo 308973/2013-5), que almeja descrever os processos de constituição do sujeito discursivo e dos sentidos nos discursos que significam a relação Gênero-Trabalho, tomando como material para análise a polêmica surgida pela aprovação da emenda constitucional PEC 66-2012, apelidada pela mídia "PEC das domésticas", que regula o trabalho doméstico. O objetivo geral do projeto é descrever as relações contraditórias que atravessam esse debate, explorando a reformulação de enunciados presentes como memória discursiva, nos quais aparecem ressignificadas as fronteiras entre o espaço público e o privado, gênero, raça e posição de classe em relação à categoria de Trabalho. Como objetivos específicos, propomos analisar o funcionamento da designação "trabalho doméstico" e sua definição no espaço jurídico e legislativo (discussão e aprovação de projetos de lei ao longo do tempo), no espaço da mídia (imprensa escrita, audiovisual e digital), no espaço político e sindical e finalmente no seu impacto nas redes virtuais. O foco da análise durante os estudos no exterior estará direcionado a compreender a produção e circulação dessa designação com o estatuto de língua política, diferenciando-a dos usos cotidianos do termo, considerando ainda as inflexões dos discursos sobre gênero que atravessam essa polêmica. O quadro teórico adotado é o da Teoria da Análise de Discurso, tal como desenvolvida a partir dos trabalhos de Michel Pêcheux e Eni Orlandi, na sua articulação com os estudos enunciativos sobre a designação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)