Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos agudos do exercício físico aeróbio sobre a função renal em pacientes com doença renal crônica não dialíticos

Processo: 14/04380-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Acordo de Cooperação: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Hamilton Augusto Roschel da Silva
Beneficiário:Davi Alves de Santana
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do exercício   Exercício físico   Treinamento aeróbio   Insuficiência renal crônica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:doença renal crônica | exercício aeróbio | Função Renal | Fisiologia do exercício

Resumo

Na prática médica, o termo Doença Renal Crônica (DRC) é utilizado para generalizar as desordens associadas ao sistema renal e, atualmente, é considerada um problema de saúde pública no Brasil e no mundo. É bem documentado que o risco de mortes, eventos cardiovasculares e hospitalização aumentam consideravelmente na presença da DRC. Diante deste fato, o exercício físico emerge como uma medida terapêutica alternativa para esta população, tornando necessária a investigação dos seus efeitos sobre o comportamento renal. O objetivo deste estudo será investigar os efeitos do exercício físico aeróbio na função renal de pacientes renais crônicos não dialíticos. Os sujeitos selecionados para participar da pesquisa serão divididos em três grupos de acordo com o estágio da DRC: a) pacientes nos estágios 1 e 2; b) pacientes nos estágios 3 e 4; c) indivíduos com função renal normal sem hipertensão e diabetes. Todos os pacientes realizarão 30 minutos de exercício em esteira rolante na intensidade do primeiro limiar ventilatório (pré-determinada por um teste de esforço progressivo máximo). Amostras de sangue serão coletadas antes e imediatamente após o exercício e mais duas vezes durante o período de recuperação, 30 e 60 minutos após o término do exercício. Amostras de urina serão coletadas antes do exercício e 30, 60 e 90 minutos após o término do exercício. A TFG será determinada a partir da depuração de creatinina: a razão entre a concentração de creatinina na urina e a concentração sérica multiplicada pelo volume de urina, para as quatro amostras correspondentes de sangue e urina. Os parâmetros analisados na urina e no soro correspondentes aos quatro tempos serão comparados pelo ANOVA two-way, com medidas repetidas (tempo x estágio da doença). O nível de significância adotado para todas as comparações será de p < 0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTANA, DAVI A.; POORTMANS, JACQUES R.; DOREA, EGIDIO LIMA; DE ANDRADE MACHADO, JULIANA BANNWART; FERNANDES, ALAN LINS; SA-PINTO, ANA LUCIA; GUALANO, BRUNO; ROSCHEL, HAMILTON. Acute exercise does not impair renal function in nondialysis chronic kidney disease patients regardless of disease stage. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-RENAL PHYSIOLOGY, v. 313, n. 2, p. F547-F552, . (14/04380-5)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTANA, Davi Alves de. Efeitos agudos do exercício físico aeróbio sobre a função renal de pacientes com doença renal crônica não dialíticos. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina (FM/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.