Busca avançada
Ano de início
Entree

A deleção gênica TLR2 -196 para -174 e suas implicações na infecção pelo Helicobacter pylori, na carcinogênese gástrica e avaliação da expressão gênica

Processo: 13/25077-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Juliana Garcia de Oliveira Cucolo
Beneficiário:Giovana Meleiro Bovolini
Instituição-sede: Centro de Ciências da Saúde. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Genética médica   Etiologia   Neoplasias gástricas   Gastrite   Expressão gênica   Polimorfismo genético   Transformação celular neoplásica   Helicobacter pylori   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

Atualmente o câncer tem sido uma das principais causas de morte em todo o mundo e a neoplasia gástrica representa o quarto tumor maligno mais frequente. Esse problema de saúde mundial é uma doença na qual fatores genéticos e ambientais estão envolvidos. Um dos principais indicativos de risco para o câncer gástrico é a infecção pela bactéria Helicobacter pylori, que coloniza o estômago e que acomete cerca de 50% da população mundial. A infecção gástrica por este microrganismo tem sido fortemente ligada à etiologia da carcinogênese do estômago, já que ativa a resposta inflamatória do hospedeiro, podendo ocasionar úlceras gastrointestinais, linfomas e uma inflamação crônica. Assim, tem-se avaliado a associação de polimorfismos gênicos de fatores envolvidos no processo inflamatório, os quais podem modular o padrão de resposta imune do hospedeiro. É o caso dos receptores conhecidos como Toll like (TLR), que reconhecem padrões moleculares associados aos microrganismos, entre eles o TLR2 (receptor de lipoproteínas bacterianas) está envolvido na resposta a infecção pela H. pylori. Considerando a escassez de estudos de polimorfismos desses genes em pacientes dispépticos e, seu possível envolvimento na patogênese da H. pylori e carcinogênese gástrica, propôs-se avaliar a deleção TLR2 -196 para -174 em pacientes com gastrite crônica, câncer gástrico e um grupo de indivíduos controle, cujo exame histopatológico foi considerado normal. Com o intuito de traçar um perfil genético desse polimorfismo em associação com risco aumentado para as lesões gástricas e a infecção pelo H. pylori; assim como, avaliar os níveis de expressão na mucosa gástrica pela técnica de PCR em tempo real e a possível associação desta deleção em região promotora no nível de expressão proteica dos receptores. Os estudos de epidemiologia molecular e suscetibilidade a doenças estão sendo intensificados, assim têm sido relevantes para a compreensão da variabilidade individual e predisposição ao câncer. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)