Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da Wolbachia na aptidão reprodutiva de Culex quinquefasciatus

Processo: 13/26014-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 17 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Lincoln Suesdek Rocha
Beneficiário:Stella Noguera Pereira
Instituição Sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Culicidae   Expressão gênica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Culicidae | Endossimbiose | expressão gênica | Fitness | grauzone | Culicidologia

Resumo

Wolbachia pipientis é uma alfa-protobactéria intracelular obrigatória, endossimbionte de artrópodes e nematoides que é herdada por seus hospedeiros por via materna ao longo das gerações. A presença desta bactéria nos tecidos germinativos altera a reprodução de seus hospedeiros, podendo induzir partenogênese, feminização genética de machos, morte de machos, incompatibilidade citoplasmática (IC) e alterações de fitness. Alguns mecanismos moleculares dessas alterações baseiam-se na modulação da expressão gênica do hospedeiro, ou seja, a bactéria pode suprimir ou estimular genes de forma a produzir ambiência favorável à manutenção do endossimbionte. Devido a esse potencial manipulador, Wolbachia tem sido testada como "ferramenta" para controle populacional de insetos vetores de patógenos. O mosquito Culex quinquefasciatus, naturalmente infectado por Wolbachia na região Neotropical, é um importante vetor de diversos patógenos que atingem humanos. A presença da bactéria causa no mosquito incompatibilidade citoplasmática, alterações de velocidade, fecundidade e fertilidade reprodutivas. Sabe-se também que a presença da bactéria Wolbachia altera a expressão do gene grauzone e há fortes indícios de que esta expressão diferencial induza à IC em Culex quinquefasciatus. No congênere Culex pipiens já foi observado também que o gene grauzone é importante regulador dos ciclos celulares da oogênese e espermiogênese. No entanto, as bases gênicas dos fenótipos "fitness alterado" e IC do modelo Wolbachia-Cx. quinquefasciatus Neotropical ainda permanecem desconhecidas. Propomos aqui testar se a expressão do gene homólogo ao grauzone é diferencial entre Cx. quinquefasciatus (linhagem PIN) infectados e não-infectados. Pretendemos também testar se o silenciamento deste gene em fêmeas infectadas promove alterações dos padrões de fitness e IC.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LORENZ, CAMILA; ALMEIDA, FABIO; ALMEIDA-LOPES, FERNANDA; LOUISE, CAROLINE; PEREIRA, STELLA N.; PETERSEN, VIVIAN; VIDAL, PALOMA O.; VIRGINIO, FLAVIA; SUESDEK, LINCOLN. Geometric morphometrics in mosquitoes: What has been measured?. INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 54, p. 205-215, . (13/26014-8, 13/26017-7, 10/15039-1, 06/02622-5, 14/27172-9, 12/17717-2, 13/05521-9)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREIRA, Stella Noguera. Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.