Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações públicas e sustentabilidade: estudo da comunicação de comitês de bacias hidrográficas no estado de São Paulo

Processo: 14/05193-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Relações Públicas e Propaganda
Pesquisador responsável:Danilo Rothberg
Beneficiário:Lya Beatriz Pelegrini
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Relações públicas   Sustentabilidade   Desenvolvimento sustentável   Comunicação pública   Recursos hídricos   Bacia hidrográfica   São Paulo

Resumo

Atualmente, a formulação e a gestão de políticas públicas que contemplem a exigência de desenvolvimento sustentável passaram a engajar os diversos setores sociais, visando ampliar a eficiência e a eficácia das políticas. No Brasil, foram criados sistemas de divisão de responsabilidades entre os vários níveis de governo e setores sociais. No Estado de São Paulo, os comitês de bacias hidrográficas representam importante avanço no sentido de estabelecer espaços públicos participativos, de gestão compartilhada de recursos naturais. Este projeto de pesquisa propõe indicar estratégias de comunicação e relações públicas que possam contribuir para o aperfeiçoamento da dinâmica dos fluxos de informação e das práticas de comunicação mediada e não mediada existentes entre os atores sociais que integram os Comitês das Bacias Hidrográficas Tietê-Batalha e Tietê-Jacaré. Os objetivos específicos são: a) caracterizar os processos comunicativos que permeiam a atuação dos comitês selecionados e suas câmaras técnicas, a fim de identificar procedimentos e dispositivos de disseminação de informação gerados no âmbito dessas instâncias de participação política que sejam relevantes para a formação de opiniões e perspectivas dos atores sociais envolvidos; b) caracterizar as formas de relacionamento existentes entre os diversos atores sociais em interação no âmbito dos comitês selecionados e suas câmaras técnicas, a fim de identificar mecanismos que facilitem ou dificultem sua atuação como instâncias participativas; c) identificar oportunidades, no âmbito dos processos comunicativos dos comitês selecionados e suas câmaras técnicas, para que as práticas de relações públicas possam contribuir para dinamizar a atuação dessas instâncias de participação política; d) propor estratégias de gestão da comunicação que possam contribuir para facilitar a disseminação de informações e os relacionamentos entre os atores sociais que integram os comitês selecionados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)