Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias de asseveração no discurso de posse presidencial: usos do verbo ser + predicados avaliativos

Processo: 13/24141-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Marize Mattos Dall'Aglio Hattnher
Beneficiário:Francis Méry de Leão Coutinho
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Semântica   Discurso político   Funcionalismo   Assertividade   Predicado   Análise linguística

Resumo

Esta pesquisa pretende investigar como a asseveração é construída nos discursos de posse dos presidentes do Brasil eleitos a partir de 1984. Entendendo a asseveração como uma afirmação categórica de determinada proposição que o enunciador julga como verdadeira, interessa a essa pesquisa investigar as formas e as funções da indicação de certeza de um enunciador que fala de um lugar de autoridade, como é o caso de um Presidente em um país democrático como o Brasil. Tendo em vista que a força ilocucionária afirmativa, o modo indicativo e os tempos absolutos constituem a forma básica da asserção, serão analisadas especialmente as orações construídas com o verbo ser + predicados nominais e predicados adjetivais avaliativos modais e não-modais, buscando explicações pragmáticas, semânticas e sintáticas para a alta frequência dessas estruturas no corpus selecionado.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)