Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos alelopático de Vernonia polyanthes: abordagens fitoquímicas e metabolômicas

Processo: 12/25298-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Pedro Luis da Costa Aguiar Alves
Beneficiário:Carita Liberato do Amaral
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Matologia   Desenvolvimento vegetal   Germinação   Bioatividade   Alelopatia   Estresse abiótico   Metabólitos secundários   Plantas daninhas   Vernonia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atividade biológica | desenvolvimento vegetal | Estresses abióticos | Germinação | Interferência | metabólitos secundários | Matologia

Resumo

Diferentes espécies de plantas daninhas vêm apresentando agressividade em condições de campo e muitas vezes essa agressividade não deve-se apenas a competição por recursos, mas também pelo efeitos de substâncias alelopáticas. Vernonia polyanthes é uma espécie que possui ampla distribuição entre os cerrados e que está recolonizando diversas áreas utilizadas para agricultura causando prejuízos econômicos. Dessa forma, os objetivos deste projeto são: 1 - Elucidar o grau de interferência imposta pelas plantas de Vernonia polyanthes sobre a germinação e crescimento inicial de Glycine max e Urochloa decumbens; 2 - Investigar se a interferência imposta por V. polyanthes possui contribuição alelopática; 3 - Verificar se estresses abióticos contribuem para o aumento da interferência de V. polyanthes sobre G. max e U. decumbens; 4 - Investigar a plasticidade metabolômica de V. polyanthes frente à estresses bióticos e abióticos. Para tal, propõe-se realizar os experimentos: 1 - estudo do potencial alelopático de V. polyanthes; 2 - efeito de estresses abióticos no potencial alelopático de V. polyanthes sobre a germinação e crescimento inicial de G. max e U. decumbens; 3 - Efeito da decomposição de folhas de V. polyanthes sobre a germinação e crescimento inicial de G. max e U. decumbens; 4 - efeito da exsudação radicular de V. polyanthes sobre a germinação e crescimento inicial de G. max e U. decumbens; 5 - competitividade relativa de V. polyanthes, G. max e U. decumbens. Tais estudos podem auxiliar na determinação de medidas de controle mais eficazes, que causem baixos impactos ambientais, reduzam as perdas de produtividade e a longo prazo forneçam novas substâncias naturais bioativas com potencial fitossanitário.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, MARCELO CLARO; DO AMARAL, CARITA LIBERATO; HABERMANN, GUSTAVO; DA COSTA AGUIAR ALVES, PEDRO LUIS; DA COSTA, FERNANDO BATISTA. Non-destructive model to estimate the leaf area of multiple Vochysiaceae species. BRAZILIAN JOURNAL OF BOTANY, v. 38, n. 4, p. 903-909, . (13/21293-6, 12/25298-0)
C.L. AMARAL; J.I. SANTOS; C.R.S. PORTUGAL; A.F. BRAGA; P.L.C.A. ALVES. Crescimento de Plântulas de Vernonia ferruginea Submetidas a Estresse Térmico. Planta Daninha, v. 38, . (12/25298-0)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
AMARAL, Carita Liberato do. Estudo fitoquímico de Vernonia ferruginea: abordagens alelopáticas e metabolômicas. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal Jaboticabal.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.