Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular dos mecanismos de resistência a estrobilurinas do fungo Moniliophthora perniciosa, agente causador da vassoura de bruxa do cacaueiro

Processo: 14/00802-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 25 de março de 2014
Vigência (Término): 24 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Gonçalo Amarante Guimarães Pereira
Beneficiário:Paula Favoretti Vital Do Prado
Supervisor: Piotr Andrzej Mieczkowski
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of North Carolina at Chapel Hill (UNC), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/05979-5 - Caracterização de mecanismos de resistência a estrobilurinas no fungo Moniliophthora perniciosa, agente causador da vassoura de bruxa do cacaueiro, BP.MS
Assunto(s):Transcriptoma   Doenças de plantas   Vassoura-de-bruxa   Moniliophthora
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Alternative oxidase | Azoxystrobin | Moniliophthora perniciosa | RNA-seq | Strobilurin resistance | Transcriptômica

Resumo

O cacaueiro (Theobroma cacao) constitui uma das culturas perenes mais importantes da atualidade, as amêndoas de seus frutos constituem a matéria prima para produção de chocolate, um produto apreciado mundialmente. No entanto, a cacauicultura é severamente afetada por diversas doenças fúngicas, dentre estas, a vassoura de bruxa é conhecida por ser um dos maiores problemas fitopatológicos que afetam a produção de cacau nas Américas, acarretando consequências dramáticas para o cenário agroeconômico dos países afetados. No Brasil, a vassoura de bruxa foi introduzida na maior área de produção de cacau, a Bahia, em meados de 1989. Esse fato foi seguido pelo declínio severo da produção de cacau no país, em menos de uma década o Brasil que antes era o segundo maior exportador de cacau, se tornou importador. Atualmente, os maiores produtores de cacau são países africanos (p.e. Costa do Marfim), estes países detêm mais de dois terços da produção mundial. Pelo fato da vassoura de bruxa causar um cenário com consequências tão severas onde ela ocorre, a eventual introdução da doença na África é uma séria ameaça ao mercado global de cacau e pode levar a perdas irreparáveis no setor. Estudos de genômica e transcriptômica do basidiomiceto Moniliophthora perniciosa, o agente causador da vassoura de bruxa, têm proporcionado um melhor entendimento dos mecanismos moleculares envolvidos nessa interação patógeno-hospedeiro tão particular. Embora avanços notáveis tenham sido atingidos, o desenvolvimento de estratégias efetivas para o controle da doença ainda são necessários. O projeto transcriptoma da vassoura de bruxa, iniciativa da Unicamp em colaboração com o High Throughput Sequencing Facility of UNC (University of North Carolina-USA), tem como objetivo fornecer informações valiosas sobre a biologia e patogenicidade do fungo M. perniciosa. Em específico, este projeto visa revelar os mecanismos moleculares que explicam a resistência do fungo a estrobilurinas, um dos fungicidas mais utilizados na agricultura global. Os resultados potenciais deste trabalho podem criar as bases para o desenvolvimento de uma estratégia nova e efetiva para o controle da vassoura de bruxa e, potencialmente, outros fungos fitopatogênicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VASCONCELOS, ADRIELLE A.; JOSE, JULIANA; TOKIMATU, PAULO M.; CAMARGO, ANTONIO P.; TEIXEIRA, PAULO J. P. L.; THOMAZELLA, DANIELA P. T.; DO PRADO, V, PAULA F.; FIORIN, GABRIEL L.; COSTA, JULIANA L.; FIGUEIRA, ANTONIO; et al. Adaptive evolution of Moniliophthora PR-1 proteins towards its pathogenic lifestyle. BMC ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 21, n. 1, . (16/10498-4, 18/04240-0, 14/06181-0, 13/09878-9, 13/08293-7, 17/13015-7, 14/00802-2, 09/51018-1, 17/13319-6, 13/05979-5, 13/04309-6, 11/23315-1)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.