Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da concentração intra-articular de gentamicina administrada por via intravenosa em membros de equinos sadios

Processo: 13/20662-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Clínica
Pesquisador responsável:Renata Gebara Sampaio Dória
Beneficiário:Mayra Lissoni Aguiar
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Líquido sinovial   Gentamicinas   Testes de sensibilidade microbiana   Cromatografia líquida de alta eficiência   Equinos

Resumo

Dentre as afecções que acometem as articulações dos equinos, a artrite séptica é considerada a mais grave. Ela pode resultar em uma rápida destruição da cartilagem articular e quando na presença conjunta de osteomielite, pode haver uma perda irreversível da superfície articular, sendo considerada como uma afecção potencialmente gravíssima, com uma taxa de mortalidade estimada entre 15% a 50% dos casos. O tratamento da artrite infecciosa tem como objetivo principal, eliminar os microrganismos causadores e remover os produtos deletérios da inflamação sinovial e a fibrina que podem danificar a cartilagem articular. Neste estudo, serão utilizados 10 equinos, distribuídos em dois grupos experimentais, o Grupo gentamicina plasmática (GP), e o Grupo Gentamicina intra articular (GIA). Cada animal receberá 6,6 mg/kg de gentamicina via intravenosa em horário padronizado a cada 24 horas, durante sete dias consecutivos. Serão realizadas colheitas de sangue e liquido sinovial da articulação metacarpo falangiana do membro torácico direito antes do inicio do experimento (T0) e após 6 horas (T6), 12 horas (T12) e a cada 24 horas (D1) durante os sete dias de terapia antimicrobiana (D2, D3, D4, D5, D6, D7). A concentração de gentamicina no líquido sinovial será determinada por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Portanto, o presente trabalho busca determinar a concentração de gentamicina no líquido sinovial, estabelecendo assim por quanto tempo esta, ao ser administrada de forma intravenosa, permanece em concentrações acima da concentração inibitória mínima (CIM), visando verificar se o tratamento é viável, e quantos dias do mesmo são necessários para atingir a concentração inibitória mínima da gentamicina na articulação metacarpo falangeana de eqüinos, afim de eliminar a infecção, avaliando concomitantemente seus efeitos colaterais sistêmicos do uso continuado do fármaco.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, MARILIA ALVES; AGUIAR, MAYRA LISSONI; GRIGOLETTO, RENAN; PASSARELLI, DANIELLE; ARANTES, JULIA DE ASSIS; REGINATO, GUSTAVO MORANDINI; SALLES BRITO, PEDRO HENRIQUE; FERNANDES DA SILVA, THIAGO JONATHA; SAMPAIO DORIA, RENATA GEBARA. Comparison of plasma and intra-articular gentamicin levels after intravenous administration in healthy horses. ACTA VETERINARIA BRNO, v. 89, n. 3, p. 225-230, . (19/03193-0, 13/20662-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.