Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do efeito do tratamento com 24-epibrassinolídeo no desenvolvimento vegetal, no perfil de constituintes voláteis e nas atividades biológicas e antioxidante dos óleos essenciais das folhas de Mentha (Lamiaceae)

Processo: 13/16978-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Marcos José Salvador
Beneficiário:João Victor Martins Antunes
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Mentha   Plantas medicinais   Óleos essenciais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:atividade antimicrobiana e citotoxica | brassinosteróide | desenvolvimento vegetal e biossíntese | Mentha | óleo essencial | plantas medicinais | Atividade antimicrobiana, antioxidante e antiproliferativa, Óleos essenciais, Farmacognosia, Farmacobotanica

Resumo

Alguns óleos essenciais apresentam considerável atividade antimicrobiana, antioxidante e antiproliferativa frente a linhagens de células tumorais. Agentes antimicrobianos, incluindo os óleos essenciais, são utilizados como insumos farmacêuticos seja pelos seus efeitos terapêuticos ou como conservantes na indústria farmacêutica e de alimentos, além de apresentarem aplicações importantes na agropecuária e odontologia clínica e preventiva. Brassinosteróides são hormônios que regulam o desenvolvimento vegetal. Aumentos nas concentrações de clorofila, evidenciados após aplicação de brassinosteróides, podem levar a maiores taxas de fotossíntese, que podem resultar em aumentos na quantidade de óleos essenciais, sugerindo a participação deste hormônio na atividade biossintética de metabólitos secundários vegetais, incluindo os mono- e sesquiterpenos da via dos derivados do isopreno que são importantes constituintes dos óleos essenciais. Mentha arvensis e Mentha piperita, popularmente conhecidas como hortelã e Mentha pulegium, conhecida como poejo, são espécies muito utilizadas no Brasil para fins medicinais e apresentam o mentol, mentona e isomentona como constituintes majoritários. Quanto a atividades biológicas há relatos de atividade antimicrobiana, antioxidante e citotóxica frente a algumas linhagens de células tumorais para os óleos essenciais destas plantas que são empregados em produtos farmacêuticos e cosméticos. No entanto, embora haja estudos demonstrando a relação entre brassinosteróides e produção de amido e carboidratos e desses com a biossíntese de terpenóides constituintes de óleos essenciais, até o momento não foram encontrados estudos do efeito de brassinosteróides no metabolismo de derivados de isopreno constituintes de óleos essenciais de Mentha. Assim, os objetivos desse projeto são: 1- avaliar possíveis relações entre os efeitos do hormônio sobre parâmetros de crescimento, teores de carboidratos e na quantidade dos óleos essenciais extraídos das folhas de Mentha arvensis, Mentha piperita ou Mentha pulegium (serão definidas duas espécies a serem estudadas, com base na etapa de cultivo); 2- avaliar o efeito de 24-epibrassinolídeo na constituição de óleos essenciais nas folhas de plantas destas espécies e 3- determinar a atividade biológica antimicrobiana (frente a bactérias e fungos), antiproliferativa (frente a linhagens tumorais humanas e linhagem controle não tumoral) e antioxidante dos óleos essenciais obtidos das plantas submetidas ou não ao tratamento com 24-epibrassinolídeo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANTUNES, João Victor Martins. Efeito do 24-epibrassinolídeo na modulação do perfil de constituintes voláteis e nas atividades biológicas e antioxidante dos óleos essenciais das folhas de Mentha pulegium e de Mentha piperita (Lamiaceae). 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.