Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma nova medida antropométrica para estimar o componente adiposo visceral na Síndrome Metabólica

Processo: 13/07894-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rosa Ferreira dos Santos
Beneficiário:Raquel Pissiguelli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome metabólica   Obesidade   Antropometria   Fatores de risco para doença cardiovascular   Coleta de dados   Tomografia computadorizada   Modelos matemáticos

Resumo

A Síndrome Metabólica (SM) é um conjunto de fatores de risco cardiovascular associados à deposição central de gordura e à resistência à insulina (RI), sendo a obesidade visceral como responsável direta pela RI, tida como base fisiopatológica da SM. A prevalência da SM ainda não está bem determinada no Brasil, mas a SM constitui um grande desafio em termos de saúde pública, sendo essencial um estudo que auxilie no diagnóstico e na prevenção da doença fim de reduzir os gastos excessivos com a saúde pública no País. Objetivo - o presente estudo objetiva estabelecer e validar um método clínico prático, não oneroso, de se quantificar a gordura visceral utilizando as medidas da circunferência abdominal, e das pregas cutâneas abdominal e suprailíaca, esta última considerada padrão, subtraindo-se o componente subcutâneo, e tem como objetivos específicos a proposição de um novo método, a partir de um modelo matemático, que quantifique o componente subcutâneo abdominal e visceral a partir do método da prega e da circunferência abdominal correlacionando-os com a tomografia de abdômen a partir de um modelo matemático. Métodos - para a pesquisa serão avaliados 60 pacientes voluntários do sexo masculino, entre 18 e 60 anos de idade, participantes da Liga de Síndrome Metabólica (LSM), do Ambulatório de Endocrinologia do Hospital das Clínicas (HC), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Como metodologias de coleta de dados foram selecionadas a tomografia computadorizada, exame gold-standard, e as medidas de circunferência abdominal e de espessuras cutâneas abdominal e suprailíaca. Os dados obtidos serão processados pelo programa Advanced Workstation (GE HEALTHCARE). Resultados - a partir dos dados processados, será construída uma curva de correlação entre os dados da circunferência abdominal total e da subfração relativa à gordura subcutânea, com as respectivas áreas determinadas através dos cortes tomográficos, a fim de se obter uma fórmula matemática, onde as medidas antropométricas definidas neste estudo sejam capazes de estimar, com elevado grau de precisão, a quantidade de gordura abdominal e assim definir o diagnóstico mais preciso de SM. Ademais, será procurado estabelecer se o componente subcutâneo interfere na avaliação da circunferência abdominal total como parâmetro adequado para a quantificação da gordura visceral, e se sua subtração é necessária para maior precisão do diagnóstico de síndrome metabólica. Dessa maneira, o presente estudo visa buscar um método simples e não oneroso para o diagnóstico da SM na população, priorizando políticas de saúde pública e direcionando estratégias preventivas, evitando assim gastos desnecessários, que afrontem um orçamento já deficitário, e ao mesmo tempo, promovam uma otimização de verbas, com maior efetividade clínica e maiores benefícios para toda a população brasileira. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)