Busca avançada
Ano de início
Entree

Imagens da África: espectros da colonização no Congo, R.D.C

Processo: 13/08117-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Carolin Overhoff Ferreira
Beneficiário:Emi Koide
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/22371-3 - Imagens da África: espectros da colonização no congo (RDC) na arte contemporânea, BE.EP.PD
Assunto(s):Arte contemporânea   África   República Democrática do Congo

Resumo

Este projeto pretende analisar um conjunto de dez obras em quatro suportes - filmes, vídeos, vídeoinstalações, fotografias - que datam do período de 1990-2012, que engajam uma prática de pesquisa histórica e de arquivo colonial e pós-colonial sobre a República Democrática do Congo. Trata-se de compreender e examinar o fenômeno "congomania" - de pesquisa histórica sobre o Congo realizada por artistas, que julgamos significativos, que trabalham com o retorno de espectros e fantasmas do história colonial e pós-colonial em suas obras. Tal investigação e reescrita da história passa por uma problematização política e estética no contexto pós-colonial. Propomos analisar os trabalhos de artistas como Christine Meisner, Mathieu Abonnenc, Sammy Baloji, Raoul Peck, Monique Phoba, Sven Augustjnien, Michèle Magema, Robert Jan-Lacombe, Steve Mcqueen e Renzo Martens. Cada um destes artistas aborda diferentes momentos e questões da história do Congo, R.D.C. Para tanto é necessário situarmos tais obras no interior do debate estético sobre uso de arquivo e pesquisa histórica no campo das artes, bem como suas relações com a história do Congo. Além disso, tal empreitada se relaciona igualmente com os estudos pós-coloniais. A análise das obras de artistas levará em conta a sua construção, processo de produção, a construção de imagens, sua organização interna, articulação espaço-temporal, bem como a reflexão sobre a memória colonial e pós-colonial construída em cada trabalho, tendo em vista sua apropriação do arquivo e das reflexões sobre os debates pós-coloniais. Consideramos que este conjunto de trabalhos, através da pesquisa histórica realizada por artistas, nos permite traçar um novo panorama crítico acerca de questões sobre a representação da história no debate pós-colonial contemporâneo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)