Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação cultural e validação para o brasil da escala tuberculosis-related stigma

Processo: 13/11208-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Ricardo Alexandre Arcêncio
Beneficiário:Juliane de Almeida Crispim
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos de validação   Tuberculose   Estigma social

Resumo

Atual realidade epidemiológica da tuberculose (TB) no Brasil e no mundo aponta para a necessidade de pesquisas voltadas aos aspectos socioculturais envolvidos na cura e reabilitação da doença. Dada à carência de ferramentas disponíveis em português para mensurar o estigma que ainda atinge os doentes com TB, propõe-se com este estudo adaptar culturalmente e validar para o Brasil a Tuberculosis-related stigma. Trata-se de uma escala desenvolvida e validada no Sul da Tailândia, cujo objetivo é mensurar o estigma associado a TB, para determinar os fatores subjacentes a esse estigma, identificar os pontos de intervenção e avaliar os efeitos dos programas de redução de estigma. A escala possui 23 itens com resposta do tipo Likert que foram selecionados a partir dos seguintes domínios-chave: medo de transmitir a doença, valores e atitudes associados à vergonha, culpa, julgamento e revelação do seu status. Para o processo de validação em nosso país adotar-se-á duas importantes frentes de trabalho: as etapas de tradução-retrotradução, validação semântica e teste piloto, denominada de Fase I, e uma segunda fase (Fase II), visto que se pretende obter a possível confirmação das propriedades psicométricas iniciais. A pesquisa incluirá uma amostra de doentes com TB, em tratamento nos ambulatórios de referência do município em investigação, com idade igual ou superior a 18 anos. Na Fase I, será realizada a análise descritiva com cálculo de frequência e proporção, medidas de posição (média) e de dispersão (desvio-padrão). Além da verificação da existência de efeitos "floor" e "ceiling", a validade convergente e discriminante, segundo a análise multitraço-multimétodo (MTMM). Já na Fase II, utilizar-se-á Análise Fatorial Confirmatória, considerando os testes das cargas fatoriais e as medidas de ajustamento: Raiz quadrada média do erro de aproximação (RMSEA); Goodness-of-fit index (GFI); Normal Fit Index (NFI); Nonnormed Fit Index (NNFI). Quanto à confiabilidade da escala, os autores considerarão o alpha de Cronbach, adotando como aceitáveis valores acima de 0,70 e também a variância extraída dos fatores, tendo como referência, valores acima de 50%. Espera-se que após o término do processo de validação no país, a escala poderá ser utilizada por pesquisadores brasileiros para mensuração do estigma e comparação com outras culturas, contribuindo desta forma com a mudança de práticas direcionadas aos doentes de TB.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CRISPIM, JULIANE DE ALMEIDA; CAETANO DA SILVA, LAIS MARA; YAMAMURA, MELLINA; POPOLIN, MARCELA PASCHOAL; VIEIRA RAMOS, ANTONIO CARLOS; ARROYO, LUIZ HENRIQUE; REGO DE QUEIROZ, ANA ANGELICA; BELCHIOR, AYLANA DE SOUZA; DOS SANTOS, DANIELLE TALITA; PIERI, FLAVIA MENEGUETTI; et al. Validity and reliability of the tuberculosis-related stigma scale version for Brazilian Portuguese. BMC INFECTIOUS DISEASES, v. 17, . (13/11208-1)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CRISPIM, Juliane de Almeida. Adaptação cultural e validação para o Brasil da escala Tuberculosis Related Stigma - Fase I. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.