Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de expressão gênica utilizando variedades de cana-de-açúcar (Saccharum spp) tolerantes a alumínio.

Processo: 13/06318-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Andrea Soares da Costa Fuentes
Beneficiário:Mariane de Souza Oliveira
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Solo tropical   Genômica funcional

Resumo

De todos os atributos químicos, a toxidez por alumínio (Al) é uma das principais barreiras químicas ao aprofundamento do sistema radicular e à sua capacidade de absorção de água e de nutrientes. Espécies de plantas diferem significativamente na tolerância ao Al e seus mecanismos são controlados por diferentes genes e por meio de diferentes rotas bioquímicas. Além disso, não existem dados disponíveis de genômica estrutural ou funcional sobre esses genes em variedades de cana-de-açúcar. No entanto, com o advento das técnicas de análise da expressão gênica, a análise da expressão desses genes oferece uma oportunidade única para se estudar algumas características que as tornam tolerantes. Essas técnicas têm sido aplicadas com sucesso para se estudar a função desses genes e para caracterizar uma variedade tolerante. Experimentos serão conduzidos em casa-de-vegetação e em laboratório buscando atender aos seguintes objetivos específicos: análise in sílico de sequências que codificam genes envolvidos com tolerância a alumínio; seleção de genes relacionados com o estresse oxidativo causado pelo Al e relacionados com a produção de ácidos orgânicos; propagação e crescimento das plantas; quantificação da expressão dos genes selecionados por PCR quantitativo em plantas cultivadas em solos e em solução nutritiva com alto teor de Al. Desta forma este projeto propõe analisar a expressão de genes com relatos de resposta por estresse ao alumínio. Três variedades de cana-de-açúcar, já previamente estudadas em relação à sua tolerância ao Al, serão utilizadas nessas análises. A ausência de informações sobre a função destes genes nessas variedades mostra a importância desses estudos para melhor compreensão sobre os mecanismos envolvidos na tolerância ao alumínio em cana-de-açúcar.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)