Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo metabolômico do mecanismo bioquímico da ação do 2-aminoadipato no desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 2

Processo: 13/06729-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ana Carolina de Mattos Zeri
Beneficiário:Marcos Rodrigo Alborghetti
Supervisor no Exterior: Robert E. Gerszten
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Massachusetts General Hospital, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/06441-3 - Análise prospectiva do metaboloma do soro sanguíneo de pacientes submetidos ao transplante de medula óssea no estudo da doença do enxerto contra o hospedeiro (GVHD - Graft-Versus-Host Disease), BP.PD
Assunto(s):Metabolômica   Biomarcadores   Diabetes mellitus tipo 2

Resumo

O mentor estrangeiro, Dr. Gerszten, e colaboradores tem identificado e validado perfis de aminoácidos e lipídios em indivíduos destinados à desenvolver Diabetes Mellitus (DM) e aterosclerose. Em um trabalho ainda não publicado, o laboratório do Dr. Gerszten analisou metabólitos "intermediários" utilizando um método recentemente desenvolvido por eles para perfilagem de ácidos orgânicos, purinas e pirimidinas e outras pequenas moléculas. Em um estudo populacional conhecido como Farmingham Heart Study (FHS), o metabólito intermediário que mais foi associado com a incidência da DM foi o 2-aminoadipato (2-AAA). Esta descoberta em populações humanas demonstra o quão factível é a aplicação de técnicas de perfilagem de metabólitos em grandes populações. Estes achados, entretanto, são meras associações que geram hipóteses para serem estudadas em sistemas apropriados. Assim, a presente proposta irá avaliar especificamente a possível função do metabólito chave identificado pelo Dr. Gerszten em seu mais recente estudo, o 2-AAA. Baseado em estudos preliminares, acredita-se que o 2-AAA atue como um contra-regulador (como a insulina) em estágios iniciais da diabetes. Camundongos serão alimentados com dieta padrão e hipercalórica, com ou sem suplementação de 2-AAA. Serão avaliados efeitos nos parâmetros diabéticos através de testes de administração de glicose intraperitoneal e tolerância à insulina. Espera-se obter um melhor entendimento nos mecanismos de ação desta molécula no estado normal e pré-diabético assim como o seu envolvimento no metabolismo da glicose e no desenvolvimento da diabetes mellitus tipo 2. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)