Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do inflamassoma NLRP3 na paracoccidioidomicose pulmonar

Processo: 13/02396-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Vera Lucia Garcia Calich
Beneficiário:Claudia Feriotti
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/20384-0 - Caracterização do mecanismo pelo qual a microbiota intestinal, incluindo Proteus mirabilis, ativa o inflamassoma NLRP3, BE.EP.PD
Assunto(s):Paracoccidioides brasiliensis   Imunidade inata   Macrófagos   Inflamassomos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:imunidade inata | inflamassomas | Macrófagos | Paracoccidioides brasiliensis | Receptores de Reconhecimento de Patógenos | vias de sinalização intracelular | paracoccidioidomicose experimental murina; imunologia das micoses

Resumo

RESUMO O papel do inflamassoma NLRP3 na paracoccidioidomicose pulmonarPós-Doc: Cláudia FeriottiProfa. Supervisora: Vera L. G. Calich O reconhecimento de componentes do P. brasiliensis por receptores de reconhecimento de patógenos (PRRs) presentes nos macrófagos e outras células da imunidade inata desempenham importante papel na resposta imune inata e adaptativa contra o fungo. Os receptores do tipo Toll (TLRs), os receptores da família das lectinas do tipo C (C-Type Lectin Receptors, CLRs) e os receptores citosólicos do tipo NLR (Nucleotide binding oligomerization domain receptors- NLRs), reconhecem padrões moleculares de patógenos (PAMPs) ou de dano celular (DAMPs), podendo atuar isoladamente ou em sinergia. Os NLRs incluem várias famílias de receptores que promovem a ativação celular após o reconhecimento de agonistas do tipo PAMPs ou DAMPs. Alguns componentes dos NLRs (NALP3 ou IPAF) podem se oligomerizar formando compostos multimoleculares denominados inflamassomas que levam à ativação de caspase-1 e a maturação das pró-IL-1beta e pró-IL-18 em IL-1beta e IL-18 maduras. Sabe-se que a produção eficiente de IL-1 e IL-18 requer a ativação dos macrófagos por dois sinais, um que induza a produção de citocinas pró-inflamatórias e outro que induza a ativação da caspase-1. Nosso projeto tem por objetivo estudar o papel do inflamassoma NALP3 no reconhecimento do P. brasiliensis por macrófagos murinos, e a sua função e nas fases aguda e crônica da paracoccidioidomicose pulmonar. Nos ensaios in vitro, a produção de IL-1, IL-18 e a ativação de caspase-1 serão avaliadas após a interação de macrófagos com P. brasiliensis. A capacidade fungicida e a produção de óxido nítrico serão também utilizadas como medida de função celular. Muramil dipeptídeo, ATP e LPS serão usados como controle ou primeiro sinal para a ativação macrofágica. Além disso, estudos com inibidores de caspase-1, da via Syk quinase e do receptor P2X7R permitirão avaliar algumas vias de ativação celular desencadeadas pelo fungo. Estudos mais diretos utilizando macrófagos de camundongos geneticamente deficientes para caspase-1, NALP3, ASC, Dectina-1, MyD88 e P2X7R permitirão esclarecer a contribuição de alguns TLRs e CLRs na ativação macrofágica mediada por NALP3. Além disso, camundongos caspase-1-/- e NALP3-/- serão infectados pela via intratraqueal e estudados quanto a vários parâmetros de imunidade inata e adquirida. Assim, poder-se há avaliar de maneira ampla a função e os mecanismos de ativação do NALP3 na paracoccidioidomicose pulmonar.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ARAUJO, ELISEU FRANK; LOURES, FLAVIO VIEIRA; FERIOTTI, CLAUDIA; COSTA, TANIA; VACCA, CARMINE; PUCCETTI, PAOLO; ROMANI, LUIGINA; GARCIA CALICH, VERA LUCIA. Disease Tolerance Mediated by Phosphorylated indoleamine-2,3 Dioxygenase confers resistance to a Primary Fungal Pathogen. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, . (11/51258-2, 14/18668-0, 13/02396-9)
PREITE, NYCOLAS WILLIAN; FERIOTTI, CLAUDIA; DE LIMA, DHEMERSON SOUZA; DA SILVA, BRUNO BORGES; CONDINO-NETO, ANTONIO; PONTILLO, ALESSANDRA; GARCIA CALICH, VERA LUCIA; LOURES, FLAVIO VIEIRA. The syk-coupled C-Type lectin receptors Dectin-2 and Dectin-3 are involved in Paracoccidioides brasiliensis recognition by human Plasmacytoid Dendritic cells. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 9, . (14/04783-2, 17/00711-5, 16/23189-0, 13/02396-9)
FERIOTTI, CLAUDIA; DE ARAUJO, ELISEU FRANK; LOURES, FLAVIO VIEIRA; DA COSTA, TANIA ALVES; DE LIMA GALDINO, NAYANE ALVES; ZAMBONI, DARIO SIMOES; GARCIA CALICH, VERA LUCIA. NOD-Like Receptor P3 Inflammasome Controls Protective Th1/Th17 Immunity against Pulmonary Paracoccidioidomycosis. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, . (13/23536-3, 13/02396-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.