Busca avançada
Ano de início
Entree

Metodologia IRDI: Uma intervenção com educadores de creche a partir da psicanálise.

Processo: 13/14255-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Maria Cristina Machado Kupfer
Beneficiário:Mariana Rodrigues Anconi
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50156-4 - Metodologia irdi - uma intervencao com educadores de creche a partir da psicanalise., AP.R
Assunto(s):Desenvolvimento infantil   Prevenção   Saúde mental   Psicanálise

Resumo

Sabe-se que os cuidados dirigidos às crianças na primeira infância podem diminuir significativamente a incidência de transtornos mentais tanto na infância como na idade adulta. Considerando que os profissionais de educação infantil estão ao lado dos familiares nos cuidados e na educação das crianças pequenas, assumindo também uma função formativa, entende-se que esses profissionais precisam estar preparados para acompanhar o desenvolvimento psíquico das crianças sob seus cuidados, de modo a contribuir para a promoção, desde a primeira infância, de saúde mental, concebida a partir da teoria psicanalítica. O presente projeto terá como objetivo avaliar o uso da metodologia IRDI como instrumento de promoção de saúde mental de crianças em instituições de educação infantil. A metodologia IRDI é constituída por: 1) formação teórica sobre a constituição psíquica dirigida aos professores de creches; b) acompanhamento em serviço dos professores; c) aplicação de 31 indicadores clínicos de desenvolvimento infantil para a avaliação e o acompanhamento das crianças de zero a dezoito meses que estão sob os cuidados dos professores formados e acompanhados pela metodologia IRDI. O presente estudo será realizado em duas etapas, sendo que apenas a primeira é objeto desta solicitação de auxílio à pesquisa. Na primeira etapa, serão formados e acompanhados, por um ano, 45 professores e respectivas 315 crianças matriculadas em berçários 1 de creches da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, de Diadema, nas creches da Universidade de São Paulo e de Curitiba, constituindo o grupo caso. Um segundo grupo de 45 professores e respectivos 315 alunos constituirão um grupo controle, sem aplicação da metodologia IRDI. No grupo caso será feita a avaliação de retenção imediata e, após um ano, a avaliação de retenção tardia.Nesta etapa, pretende-se avaliar o valor da metodologia IRDI como instrumento de preparação de professores para o acompanhamento do desenvolvimento psíquico de crianças de zero a dezoito meses.Na segunda etapa da pesquisa, as 630 crianças (caso e controle) serão avaliadas aos três anos de idade por psicanalistas quanto à frequência de surgimento de risco psíquico para o desenvolvimento apontado pelo instrumento AP3 - Avaliação Psicanalítica aos três anos. A metodologia IRDI terá seu valor de auxiliar na promoção de saúde mental confirmado caso a frequência de surgimento de risco psíquico verificada por meio da AP3 nas crianças do grupo caso seja significativamente inferior ao das crianças do grupo controle.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)