Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise imunocitoquímica da angiogênese e apoptose em linhagem de Câncer de fígado em resposta ao tratamento com melatonina

Processo: 13/06421-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Beneficiário:João Marcos Wolf Maciel
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias hepáticas   Concentração plasmática   Permeabilidade da membrana celular   Melatonina   Apoptose   Progressão da doença   Fatores de crescimento do endotélio vascular   Angiogênese   Imuno-histoquímica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:angiogenese | apoptose | Câncer de fígado | HIF-1 alfa | melatonina | Vegf | Oncologia

Resumo

O Câncer de fígado ocupa o sexto lugar em incidência e representa a terceira causa de mortalidade por Câncer no mundo. O tipo histológico mais comum é o hepatocarcinoma, ou carcinoma hepatocelular (CHC), o qual ocorre em 80% dos casos. Esse tipo de neoplasia caracteriza-se pela neovascularização e por uma alta propensão à invasão venosa, a qual está bastante relacionada com a progressão da doença e prognóstico do paciente. O fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), o qual está sob o controle do fator induzível por hipóxia- 1± (HIF-1±), estimula especificamente a proliferação de células endoteliais e aumenta a permeabilidade celular, promovendo o crescimento, disseminação e metástase tumoral. A melatonina, principal hormônio secretado pela glândula pineal, pode ter um papel importante na supressão tumoral, inibindo a angiogênese mediada pelo VEGF e/ou HIF-1±. Estudos recentes têm evidenciado que a melatonina inibe a proliferação celular e aumenta a apoptose em linhagem de hepatocarcinoma HepG2, além de reduzir a concentração plasmática do VEGF em pacientes com CHC. Dessa forma, o presente projeto pretende investigar a expressão de proteínas pró-angiogênicas, VEGF e HIF-1± e da proteína pró-apoptótica caspase 3 em linhagem celular de câncer de fígado HepG2, após tratamento com melatonina. Os resultados obtidos nesse estudo poderão verificar o potencial benefício da utilização da melatonina como agente terapêutico no tratamento do Câncer de fígado, contribuindo para o controle do crescimento e invasão tumoral. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COLOMBO, JUCIMARA; WOLF MACIEL, JOAO MARCOS; FERREIRA, LIVIA CARVALHO; DA SILVA, RENATO FERREIRA; PIRES DE CAMPOS ZUCCARI, DEBORA APARECIDA. Effects of melatonin on HIF-1 alpha and VEGF expression and on the invasive properties of hepatocarcinoma cells. Oncology Letters, v. 12, n. 1, p. 231-237, . (13/06421-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.