Busca avançada
Ano de início
Entree

Incidência por acidente vascular encefálico na rede brasileira de saúde SUS: aplicação do DATA SUS

Processo: 13/08943-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Fernando Adami
Beneficiário:Bruno Luis Martins
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Neurologia   Acidente vascular cerebral   Sistema Único de Saúde   Sistemas de informação   Hospitalização   Incidência   Monitoramento epidemiológico

Resumo

No mundo globalizado, as pessoas adquiriram hábitos cada vez mais saudáveis, especialmente por causa de alimentos processados, o que provoca um aumento da obesidade em adolescentes e adultos. Estes resultados também contribuem para um aumento do risco de desenvolver doenças crônicas. No Brasil, as doenças não transmissíveis e lesões já estão configurados como problemas de saúde pública. Entre as doenças são as cardiovasculares. De acordo com a Classificação Internacional de Doenças em sua décima revisão, doenças vasculares cerebrais caber no conjunto de doenças causadas por doenças do aparelho circulatório. AVC é a terceira causa principal de morte no mundo, no entanto, no Brasil, é a principal causa de morte. O impacto do acidente vascular cerebral pode ser acessado através dos sistemas de informação em saúde, uma vez que é a principal causa de hospitalização no SUS. Qual é a frequência de internações por acidente vascular cerebral em todas as idades no sistema único de saúde da rede hospitalar (SUS) no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2012 para as unidades administrativas do Brasil? Quais são os lugares com maior risco para a ocorrência de AVC no país no período considerado de tempo? A transição de hábitos de vida e padrão de moléstias crônicas gera uma modificação na epidemiologia das doenças não transmissíveis, incluindo acidente vascular cerebral. Por isso, é necessária para compreender como esse agravante foi distribuído no tempo, espaço e entre grupos de pessoas, sendo, portanto, relevante para colocá-lo como um problema epidemiológico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ADAMI, FERNANDO; DOS SANTOS FIGUEIREDO, FRANCISCO WINTER; PAIVA, LAERCIO DA SILVA; DE SA, THIAGO HERICK; DE SOUSA SANTOS, EDIGE FELIPE; MARTINS, BRUNO LUIS; VALENTI, VITOR ENGRACIA; DE ABREU, LUIZ CARLOS. Mortality and Incidence of Hospital Admissions for Stroke among Brazilians Aged 15 to 49 Years between 2008 and 2012. PLoS One, v. 11, n. 6 JUN 22 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.