Busca avançada
Ano de início
Entree

Por uma geografia da lírica: Representações socioespaciais na poesia de Carlos Drummond de Andrade (Sentimento do mundo, A rosa do povo e Boitempo II)

Processo: 13/02832-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Rodrigo Ramos Hospodar Felippe Valverde
Beneficiário:Felipe Cabanas da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geografia cultural   Literatura

Resumo

Considerando-se que os geógrafos que se interessam pela literatura voltaram suas atenções mais usualmente à forma literária do romance (Brosseau, 1996), uma expressão literária que tende a se aproximar mais da racionalidade da expressão científica, este trabalho visa, em primeiro lugar, estabelecer uma inter-relação entre a ciência geográfica e a expressão poética, mais especificamente entre a geografia brasileira e a poesia brasileira, voltando suas atenções diretamente para a obra de Carlos Drummond de Andrade, um dos mais importantes poetas brasileiros do século XX.A relação íntima com o mundo e a expressão dessa relação é um dos pilares da produção lírica do poeta mineiro, que expressa, em grande parte de sua obra, um Sentimento do mundo muito claro. Ainda que todo eu lírico expresse essencialmente o mundo, pois como afirma Adorno "A composição lírica tem esperança de extrair, da mais irrestrita individuação, o universal" (Adorno, 2003, p. 66), o hibridismo entre eu lírico e mundo nem sempre é claro como na poesia de Carlos Drummond de Andrade - nas palavras de Antonio Cândido, Drummond seria o "maior poeta social da nossa literatura contemporânea"(Cândido, 2011, p. 85). Por isso, cremos que sua poesia tem um forte conteúdo socioespacial, oferecendo amplas possibilidades de reflexão para a geografia. Suas representações líricas sócio-espaciais se tornam, assim, uma fonte de exploração para a busca de uma compreensão geográfica do mundo real expressado. A relação dialética entre poeta e mundo é uma relação de dupla troca, onde o mundo produz a obra que (re)produz o mundo (concreta e simbolicamente), o que pode constituir um vasto campo de investigação e reflexão para a geografia.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Felipe Cabanas da. Por uma geografia da lírica: representações do espaço na poesia de Carlos Drummond de Andrade (Sentimento do mundo, A rosa do povo e Menino antigo). 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.