Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle ultrassonográfico do sistema gastrointestinal de cavalos hospitalizados por queixas primárias de claudicação submetidos ou não a cirurgia ortopédica.

Processo: 13/03206-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Carla Bargi Belli
Beneficiário:Talissa Rezende Martins
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ortopedia   Hospitalização   Período pós-operatório   Cólica   Ultrassonografia   Equinos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cólica | equinos | Internação | Ortopedia | pós-operatório | Ultrassonografia | Clínica Médica de Equinos

Resumo

São vários os fatores predisponentes e desencadeantes da síndrome cólica nos equinos, sendo citados entre eles as mudanças de manejo, o estresse e a anestesia. A prevalência de cólica ainda não foi determinada em animais hospitalizados ou em cavalos submetidos à cirurgia, todavia a prevalência de cólica pós-anestésica de cirurgias ortopédicas é maior do que em cólicas iniciadas nas propriedades. Tem-se observado que muitas vezes a evolução inicial pode passar desapercebida no exame rotineiro. Existe uma necessidade clara de pesquisa sobre o desenvolvimento de cólica em cavalos com queixas que inicialmente não envolvem o trato gastrointestinal. Mesmo com o grande desenvolvimento da ultrassonografia abdominal em equinos, ainda faltam estudos sobre a padronização dos protocolos, sobre a interferência dessa avaliação para o estabelecimento do tratamento e do prognóstico. Além disso, praticamente não há estudos sobre a utilização da ultrassonografia abdominal como acompanhamento para detecção precoce dos casos de síndrome cólica em ambiente hospitalar. Os objetivos deste projeto são: determinar a ocorrência e fatores de risco dos casos de síndrome cólica adquiridos durante os 5 dias de internação no HOVET-USP; avaliar ultrassonograficamente o trato gastrintestinal de equinos hospitalizados por alterações locomotoras, e identificar a utilidade da ultrassonografia como indicador precoce da evolução de síndrome cólica nesses animais. Serão avaliados 40 equinos adultos, sem histórico de abdômen agudo nos 12 meses antecedentes à entrada no Hospital Veterinário, encaminhados ao mesmo com queixa de alteração locomotora para tratamento clínico e apresentando claudicação grau III (Grupo 1 - 20 animais), e aqueles encaminhados para artroscopia, e que permaneçam internados por pelo menos cinco dias (Grupo 2 - 20 animais). Além do acompanhamento de rotina em casos de internação, todos os animais passarão por avaliação ultrassonográfica abdominal. No Grupo 1, os animais serão avaliados no momento de entrada ao hospital (M0), e a partir daí diariamente até o dia 5. No Grupo 2, o M0 corresponderá ao controle pré-cirúrgico, no mesmo dia da cirurgia, sendo o M1 o momento logo após a recuperação anestésica, seguindo-se exames diários como para o grupo anterior. Nas regiões a serem avaliadas, serão levados em conta dados como motilidade, espessura de parede, diâmetro de alça, conteúdo, distensão de alças quando aparente, distensão de estômago, visibilidade do rim esquerdo, quantidade e características do líquido peritoneal, e demais observações. Essas observações, anotadas em fichas específicas, serão acompanhadas e interpretadas com base nos achados considerados normais pela literatura e nos achados dos exames anteriores do mesmo animal.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARTINS, Talissa Rezende. Controle ultrassonográfico do sistema gastrointestinal de cavalos hospitalizados por queixas primárias de claudicação submetidos ou não a cirurgia ortopédica. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.