Busca avançada
Ano de início
Entree

Sobre a gênese da experiência e o sentido do discurso no Tratado Político de Espinosa.

Processo: 12/24756-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 17 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Marilena de Souza Chauí
Beneficiário:Andre Menezes Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/25535-7 - A lógica do imperium no Tratado Político: paixões e instituições, BE.EP.PD
Assunto(s):Discurso político   Conflitos   Experiências   Razão   Poder político

Resumo

Propomos prolongar as pesquisas que resultaram na nossa tese de doutorado, sobre o sentido do discurso político no Tratado Teológico-Político, para o a análise do discurso que constitui o Tratado Político de Espinosa. A partir da análise das articulações do discurso de Espinosa, procuraremos evidenciar de que maneira o próprio discurso evidencia as relações entre o seu sentido imanente, que Espinosa nomeava verum sensum no Tratado Teológico-Político, a experiência política, a razão que se realiza pelas noções comuns, a história e a própria ontologia do necessário. A análise do sentido imanente ao texto de Espinosa nos convida a pôr em questão interpretações estabelecidas acerca de alguns conceitos como multitudo e imperium. No caso deste último, por exemplo, deu-se por estabelecido, ao longo de todo o século XX, que significasse no latim aproximadamente o que entendemos por Estado. E as principais traduções do Tratado Político para o francês, o italiano, o espanhol e português mantiveram como um consenso a tradução de imperium por Estado. Ora, Espinosa em geral utiliza Civitas ou Respublica para significar o que entendemos por Estado, como nos indicou Marilena Chauí. Por imperium, portanto, parece entender outra realidade política que só pode ser compreendida na imanência da potência social, como uma lógica do poder que está mais próxima do que Maquiavel entendia, em seu italiano da toscana, por imperio. Na medida, portanto, que as análises do sentido imanente ao discurso latino do Tratado Político e a análise comparativa com os discursos de Maquiavel nos mostram um outro sentido que escapa às traduções contemporâneas, propomos também uma nova tradução do Tratado Político de Espinosa a partir do latim da editio princeps nas Opera Posthuma. Desta maneira, ofereceremos aos estudantes e aos leitores da política de Espinosa uma nova tradução que diferirá das traduções estabelecidas. Esperamos que nossa tradução possa suscitar interrogações e conduzir a novas pesquisas sobre o sentido do discurso político de Espinosa.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)