Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e avaliação da resistência a Candidatus Liberibacter asiaticus de plantas transgênicas de Citrus sinensis (L.) Osbeck expressando os genes attA ou D4E1

Processo: 12/21734-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Adriana Pinheiro Martinelli
Beneficiário:Eveline Carla da Rocha Tavano
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus   Fitopatologia   Transformação genética   Resistência à doença

Resumo

A doença Huanglongbing (HLB), associada a bactéria Candidatus Liberibacter spp., que coloniza os vasos do floema, é considerada uma das mais graves doenças dos citros. Uma das estratégias para o controle desta doença consiste em produzir plantas transgênicas expressando genes que codificam peptídeos antibacterianos sob o controle de promotores específicos de floema. Recentemente, foram produzidas plantas transgências de Citrus sinensis cv. 'Hamlin', 'Valência' e 'Pêra', contendo genes que codificam os peptídeos antibacterianos atacina A ou D4E1 dirigidos por promotores específicos de floema (AtSuc2, AtPP2 ou CsPP2) ou pelo promotor constitutivo CaMV35S (D4E1), visando resistência ao HLB. Parte das plantas obtidas foi analisada por Southern blot e RT-qPCR para a caracterização molecular. Continuando este trabalho, o objetivo deste projeto de pesquisa é finalizar a caracterização molecular e avaliar o nível de resistência ao HLB das plantas transgênicas aclimatizadas. Assim será dada continuidade nas análises moleculares de Southern blot e RT-qPCR, para a confirmação da integração e expressão do transgene. Plantas com resultados positivos para estas análises serão selecionadas para propagação e posteriormente serão inoculadas com a bactéria Candidatus Liberibacter asiaticus, por meio de psilídeos infectados. A avaliação da resistência ao HLB será realizada pela observação visual dos sintomas e análises moleculares para a detecção e quantificação da bactéria, por meio de PCR quantitativo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)