Busca avançada
Ano de início
Entree

Fungos derivados de ambientes marinhos: ampliação do acervo do CRM-UNESP e prospecção de enzimas ligninolíticas

Processo: 13/00286-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lara Durães Sette
Beneficiário:Aline Mayumi da Silva Yoshida
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/50190-2 - Investigação do potencial biotecnológico e metabólico de organismos marinhos para processos de biorremediação e produção de substâncias com atividades anti-virais, anti-leishmania e anti-inflamatória (Biodiversidade Marinha), AP.BTA.TEM
Assunto(s):Biotecnologia   Preservação   Poluentes ambientais   Recursos genéticos   Biorremediação
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biotecnologia | coleção de culturas | enzimas ligninolíticas | fungos marinhos | Preservação | Recursos Genéticos | enzimas ligninoliticas

Resumo

Os fungos marinhos representam um grupo de organismos ainda poucos explorados do ponto de vista ecológico e biotecnológico. Esses micro-organismos podem apresentar vantagens biológicas para aplicação em ambientes ou processos salinos. Neste contexto, cerca de 115 fungos filamentosos recentemente recuperados de amostras marinhas (esponjas, ouriços, algas e sedimentos) no âmbito do projeto Temático da Fapesp 2010/50190-2 "Investigação do potencial biotecnológico e metabólico de organismos marinhos para processos de biorremediação e produção de substâncias com atividades anti-virais, anti-Leishmania e anti-inflamatória", serão utilizados visando ampliação da coleção de fungos marinhos do Centro de Recursos Microbianos da UNESP (CRM-UNESP) e prospecção de enzimas ligninolíticas. As enzimas ligninolíticas pertencem ao grupo das oxidades e peroxidades e por serem pouco específicas ao substrato podem atuar na degradação de diversos compostos poluentes ambientais, incluindo os corantes têxteis e os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) derivados do petróleo.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BONUGLI-SANTOS, RAFAELLA C.; DOS SANTOS VASCONCELOS, MARIA R.; PASSARINI, MICHEL R. Z.; VIEIRA, GABRIELA A. L.; LOPES, VIVIANE C. P.; MAINARDI, PEDRO H.; DOS SANTOS, JULIANA A.; DUARTE, LIDIA DE AZEVEDO; OTERO, IGOR V. R.; DA SILVA YOSHIDA, ALINE M.; et al. Marine-derived fungi: diversity of enzymes and biotechnological applications. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 6, . (13/00286-1, 08/06720-7, 13/12505-0, 13/08617-7, 11/18769-3, 09/18399-1, 13/19486-0, 12/12622-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.