Busca avançada
Ano de início
Entree

Das (im)possibilidades do feminino: A sexualidade de mulheres com transtornos alimentares na perspectiva das adolescentes, suas mães e seus pais

Processo: 12/23854-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Beneficiário:Carolina Leonidas
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/15103-5 - Das (im)possibilidades do feminino: a sexualidade de mulheres com transtornos alimentares, BE.EP.DR
Assunto(s):Sexualidade   Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos   Feminilidade   Psicanálise

Resumo

Os transtornos alimentares (TA) têm adquirido crescente visibilidade nos últimos anos. Caracterizam-se por graves perturbações no comportamento alimentar, que podem resultar em prejuízos biológicos, psicológicos e sociais. Sob a ótica da psicanálise, em linhas gerais, os TA podem ser compreendidos como respostas somáticas a estados de tensão emocional desencadeados por processos mentais que não foram simbolizados. Essa dificuldade de simbolização parece estar relacionada à impossibilidade da adolescente se individuar, assumindo um corpo e uma mente de mulher adulta. Por isso, mantêm-se psicologicamente fundida à mãe. A fusão psíquica e decorrente angústia de separação em relação à figura materna também estão relacionadas com as representações inconscientes da feminilidade: a irrupção da sexualidade na adolescência leva a menina a vivenciar um luto pela perda do corpo infantil que, assim como os pais da infância, está sendo deixado para trás. Partindo-se da concepção de que, no contexto dos TA, também as mães apresentam dificuldades em se separarem emocionalmente das filhas, de forma que aceitar o despertar da feminilidade destas se torna algo intolerável, e que também há uma contrapartida da filha, que também vivencia a angústia de separação devido ao temor de estar abandonando a mãe, hipotetiza-se que o sintoma da recusa alimentar pode ser considerada como uma defesa inconsciente para obliterar o processo de separação-individuação. Nessa direção, o presente estudo tem por objetivo investigar o desenvolvimento da sexualidade e da feminilidade em mulheres com TA, buscando estabelecer relações entre esses aspectos de personalidade e os sintomas que caracterizam o quadro psicopatológico. Trata-se de um estudo de caso coletivo, descritivo e transversal, com enfoque qualitativo. A amostra de conveniência será composta por adolescentes e jovens adultas com TA, vinculadas ao Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares (GRATA) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HC-FMRP-USP), e seus respectivos pais (casal parental, entrevistados em separado). Os instrumentos utilizados para a coleta dos dados serão: roteiro de entrevista semiestruturada, a ser aplicada individualmente, e diário de campo a ser elaborado pela pesquisadora. A entrevista será gravada em áudio para posterior transcrição e análise de conteúdo temática. Os dados serão interpretados com o auxílio do referencial teórico da psicossomática psicanalítica de McDougall (1991, 1997). Espera-se que este estudo possa proporcionar conhecimento para a prática clínica no que diz respeito à articulação entre as vivências relacionadas à sexualidade/feminilidade e os sintomas de TA, levando a uma compreensão mais abrangente dos aspectos psicológicos por parte dos profissionais envolvidos na assistência, prevenção e promoção de saúde.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAROLINA LEONIDAS; MANOEL ANTÔNIO DOS SANTOS. Eating Disorders and Female Sexuality: Current Evidence-base and Future Implications. Psico-USF (Impresso), v. 25, n. 1, p. 101-113, Mar. 2020.
CAROLINA LEONIDAS; MANOEL ANTÔNIO DOS SANTOS. SYMBIOTIC ILLUSION AND FEMALE IDENTITY CONSTRUCTION IN EATING DISORDERS: A PSYCHOANALYTICAL PSYCHOSOMATICS’ PERSPECTIVE. Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica, v. 23, n. 1, p. 84-93, Abr. 2020.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LEONIDAS, Carolina. Das (im)possibilidades do feminino: a sexualidade de mulheres com transtornos alimentares na perspectiva das adolescentes, suas mães e seus pais. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.