Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da intensidade do exercício físico iniciado precocemente após o infarto do miocárdio no processo de remodelação cardíaca

Processo: 12/22051-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Leonardo Antonio Mamede Zornoff
Beneficiário:Diego Fernando Batista
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Insuficiência cardíaca
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Insuficiência Cardíaca | Clínica Médica

Resumo

O processo de remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio está associado ao aumento de eventos cardiovasculares. Portanto, estratégias que atenuam a remodelação resultam em melhora do prognóstico pós-infarto.Diversos estudos sugerem que o exercício físico pode induzir importantes ações cardiovasculares. Evidências acumuladas em diversos modelos experimentais sugerem que o exercício físico poderia modular o processo de remodelação cardíaca após o infarto. No entanto, aspecto a ser enfatizado refere-se ao fato de que o melhor período para o início da atividade física após o infarto não é conhecido. Em estudo anterior, em comparação ao exercício físico iniciado tardiamente, o exercício físico iniciado precocemente após o infarto não resultou em benefícios em diversas variáveis do processo de remodelação. Um dos mecanismos propostos é que o exercício precoce poderia aumentar o estresse parietal e estimular o processo de remodelação. No atual protocolo, temos o intuito de analisar três diferentes intensidades de exercício iniciados precocemente (5 dias) após a oclusão coronariana. Os animais serão submetidos ao infarto sob anestesia com cloridrato de cetamina (70mg/kg) e xilazina (10mg/kg). Após quatro dias, serão divididos em 4 grupos: S, animais controle sedentários; E1, animais que serão submetidos a exercício físico leve; E2, animais que serão submetidos a exercício físico moderado e E3, animais que serão submetidos a exercício físico intenso. Após 3 meses, os animais serão submetidos a estudo ecocardiográfico. A seguir, os animais serão sacrificados com dose excessiva de pentobarbital (100mg/kg), e serão determinados o peso dos pulmões, a área seccional dos miócitos, o tamanho do infarto, a quantidade de colágeno, grau de apoptose, estresse oxidativo cardíaco, ativação das metaloproteases 2 e 9, metabolismo energético e expressão de citocinas inflamatórias cardíacas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BATISTA, DIEGO FERNANDO; POLEGATO, BERTHA FURLAN; DA SILVA, RENATA CANDIDO; CLARO, RENAN TURINI; AZEVEDO, PAULA SHMIDT; FERNANDES, ANA ANGELICA; OKOSHI, KATASHI; DE PAIVA, SERGIO ALBERTO RUPP; MINICUCCI, MARCOS FERREIRA; ZORNORFF, LEONARDO ANTONIO MAMEDE. Impact of Modality and Intensity of Early Exercise Training on Ventricular Remodeling after Myocardial Infarction. OXIDATIVE MEDICINE AND CELLULAR LONGEVITY, v. 2020, . (18/20790-0, 12/22051-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.